ONG denuncia detenções de imigrantes junto à fronteira com Espanha | NOTÍCIAS | DW | 16.04.2022

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

ONG denuncia detenções de imigrantes junto à fronteira com Espanha

Associação Marroquina de Direitos Humanos (AMDH) denunciou detenções massivas levadas a cabo pelas autoridades marroquinas contra imigrantes que almejam entrar na Espanha.

Spanien Hunderte von Afrikanern überqueren am zweiten Tag das spanische Melilla

Imigrantes tentam atravessar a fronteira espanhola em Melilla (foto de arquivo).

A Associação Marroquina de Direitos Humanos (AMDH) denunciou rusgas e detenções massivas levadas a cabo recentemente pelas autoridades marroquinas contra imigrantes subsaarianos em situação irregular para afastá-los das fronteiras com Espanha.

"Desde que melhoraram as relações entre Marrocos e Espanha o aparato repressivo contra os migrantes subsaarianos generalizou-se em diferentes cidades com detenções massivas e transferências com diferentes itinerários", alertou na rede social Facebook a secção de Nador (nordeste) da AMDH, especializada na defesa dos direitos dos migrantes.

Spanien Melilla Migranten in Aufnahmezentrum

Imigrantes africanos em Melilla, na tentativa de atravessar a fronteira e chegar à Espanha (foto de arquivo).

Migrantes detidos 

A ONG precisa que os migrantes que foram detidos em Nador, próxima da cidade espanhola de Melilla, foram conduzidos até Beni Melal, no centro de Marrocos, enquanto os detidos em Tânger (norte do país) foram transportados "até à fronteira com a Argélia". 

Os detidos em Rabat, capital do país, foram levados para Marraquexe (sul de Marrocos), enquanto os migrantes detidos em El Aaiún e Tarfaia, frente à costa das Canárias, foram transportados até Casablanca e Marraquexe.

A AMDH acrescentou que se trata de "deslocações forçadas para dificultar a vida a estes migrantes". 

Nenhuma fonte oficial marroquina se pronunciou sobre o assunto.

Assistir ao vídeo 01:25

(In)verdades: a migração global está a crescer

Leia mais