1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW

O boxe é a minha vida

De Almeida Barroso, Marta Cristina
30 de junho de 2012

De refugiado a pugilista profissional: O nigeriano Jerry Elliott (na foto) explora dois estúdios de boxe na cidade alemã de Colónia e, com eles, tem dois projetos sociais. Elliott leva crianças de rua para o desporto.

https://p.dw.com/p/154bk

Era ainda uma criança quando começou a dedicar-se ao boxe. Aos 16 anos mudou-se da terra natal, Oke Ora, para a maior cidade do país, Lagos. De lá, Jerry Elliott passou pelo Cairo, no Egito. Depois foi para Istambul, na Turquia, até que chegou à Grécia, onde acabou por ser preso com outros refugiados. Mais tarde - entretanto, já estava em Amesterdão, na Holanda - veio para a Alemanha. Durante todo o percurso, o nigeriano que hoje tem 35 anos, passou por tempos difíceis, sem casa nem certezas quanto ao futuro.

Chegou a Colónia em 1996 e foi na cidade alemã que foi descoberto pelo treinador Uli Wegner. Era a sua grande oportunidade de começar uma carreira profissional na Alemanha. A partir daí já nada mais estava no caminho. Há oito anos fundou o MCP, o "Multicultural Project Cologne", em português: o "Projeto Multicultural de Colónia".

A ideia por detrás do MCP é levar as crianças a mover-se mais, ajudá-las a sair da rua e dar-lhes a oportunidade de treinar - com ou sem dinheiro para pagar os treinos.

Um trabalho de Johanna Siegel, apresentado por Marta Barroso.

Autora: Johanna Siegel
Edição: Marta Barroso / Nádia Issufo

Saltar a secção Conteúdo relacionado

Conteúdo relacionado