Moçambique: Ossufo Momade faz campanha eleitoral em Manica | Moçambique | DW | 05.10.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Província a província

Moçambique: Ossufo Momade faz campanha eleitoral em Manica

O líder da RENAMO fez um comício a apoiantes do partido da oposição em Chimoio, o maior círculo eleitoral da província. Ossufo Momade prometeu mais empregos e pediu que população fique atenta à contagem dos votos.

Ossufo Momade cumprimenta apoiantes da RENAMO em Chimoio

Ossufo Momade cumprimenta apoiantes da RENAMO em Chimoio

O candidato à presidência da República de Moçambique pela Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO), Ossufo Momade, escalou este sábado (05.10) a província de Manica, centro de Moçambique, no âmbito da campanha eleitoral de "caça ao voto". A porta de entrada foi a cidade de Chimoio, maior círculo eleitoral da província.

Ossufo Momade vai escalar sucessivamente Machaze, Mossurize e Báruè, alguns dos distritos bastiões do maior partido da oposição moçambicana. Em Chimoio, o candidato pediu voto à população que abarrotou o espaço escolhido para o comício.

Mosambik | Wahlkampf | RENAMO

O líder da RENAMO fez um grande comício em Chimoio

O líder da RENAMO prometeu mais emprego aos jovens, garantiu pagar bons salários aos funcionários públicos visando acabar com a corrupção, além de asfaltagem de mais vias de acesso para permitir o escoamento de produtos agrícolas.

"Estou a ver rostos de pobreza em vós, mas vocês não são culpados. A culpa é daqueles que estão há 44 anos a governar. Não há razões de a população de Manica ficar pobre, porque Manica possui uma terra arável, propícia para a prática da agricultura. Isso é por causa da má governação", declarou.

Perante à enchente de membros e simpatizantes que acorreram ao local do comício, alguns para o ver e outros para acompanhar o seu manifesto, Ossufo Momade prometeu mais.

"Temos empresas que estão a explorar o gás, mas o dinheiro tem estado a beneficiar a um punhado de gente. Isso deve acabar, mas para tal é preciso votar na RENAMO e no seu candidato que sou eu", disse. Momade também afirmou que, se eleito, o ensino será gratuito da primeira à décima classe. "Vamos ter que pagar bem os professores para ensinarem também bem os nossos filhos", declarou. 

O líder da RENAMO pediu à população que fique vigilante no dia 15 de outubro, a data da votação. "Depois de votarem, vão à casa almoçar e, depois, regressem aos locais onde cada um votou para controlar as urnas, senão pode haver manobras", advertiu. 

Momade recebe apoio

Boa parte do eleitorado de Chimoio demonstrou apoio à liderança de Ossufo Momade como um continuador do trabalho deixado pelo antigo líder da RENAMO Afonso Dhlakama.

Mosambik | Wahlkampf | RENAMO

Isabel Mugadue, apoiante da RENAMO na província de Manica

Segundo Henriques Jaime, membro do partido em Chimoio, Ossufo Momade assumiu a liderança antes da morte do Afonso Dhlakama. "Nós aceitamos a sua liderança, ele foi indicado antes da morte de Dhlakama, apenas foi a eleição para provar a democracia dentro do partido. Ele é um indivíduo com dignidade, respeito e amor para com todos os membros e o povo moçambicano, tal como o falecido", disse.

A eleitora Isabel Jossua Mugafue disse que não há razões de o negar, porque Ossufo Momade está a mostrar boas obras. "Estamos cansados de sermos espezinhados pelo governo do dia. Queremos novas coisas. Há muito sofrimento no seio do povo, então é só com Ossufo Momade que o país poderá avançar", disse. 

Azevedo Monteiro, diretor da campanha da RENAMO em Manica, disse que Ossufo Momade tem qualidades invejáveis no seio dos quadros que o partido possui.

"Nós aceitamos e dizemos já agora que Ossufo é presidente legítimo, a partir do congresso transcorrido na serra da Gorongosa e a sua eleição foi testemunhada quase por todos os moçambicanos, a comunidade internacional e outros. Portanto, ele é nosso líder e não haverá mais outro a não ser Ossufo Momade", sublinhou. 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados