Moçambique: Opositores de Filipe Nyusi na FRELIMO vão colar-se a Samito? | Moçambique | DW | 29.04.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambique: Opositores de Filipe Nyusi na FRELIMO vão colar-se a Samito?

Alas da FRELIMO ligadas à corrupção poderão aproveitar-se da boleia das contestações de Samora Machel Jr. para fragilizar ainda mais Filipe Nyusi no comité central do partido, entende o jornalista Fernando Lima.

Samora Machel Jr. declarou guerra aberta a Filipe Nyusi ao exigir que a FRELIMO abra um processo disciplinar contra o líder do partido e também Presidente da República por supostamente ter violado os estatutos da formação.

Esta posição consta da sua carta reação ao processo disciplinar contra si instaurado na sequência da sua candidatura às autárquicas de outubro de 2018.

Em que medida os pronunciamentos de Samito podem impulsionar uma ação contra Nyusi no comité central da FRELIMO que acontece de 3 a 5 de maio na Matola?

Fernando Lima é jornalista e opina: "De uma maneira geral, penso que este pronunciamento será minimizado durante o evento, essa é a tradição no seio da FRELIMO, porque existe uma determinação que ocorreu há dois anos atrás aquando da realização do congresso [do partido] que escolheu Filipe Nyusi a um segundo mandato. Ora, não me parece que tenham ocorrido eventos dramáticos de setembro de 2017 até agora para se escolherem outros potenciais candidatos."

Mosambik Maputo Filipe Nyusi

Filipe Nyusi, líder da FRELIMO e Presidente de Moçambique

Mudança ou continuidade com nova roupagem?

Há uma crescente fragilização da imagem do líder do partido que governa Moçambique desde a independência em 1975. Logo, este ambiente seria o favorável para que as palavras de Samito ganhem eco no partido. Entretanto, o cientista político Pedro Nhacete não acredita em saídas radicais.

"Penso que ele vai ao comité central de uma forma mais fragilizada, mas penso que tudo vai depender do que vai ser o objetivo final do comité central: quer a mudança ou continuidade, se calhar de uma forma [diferente], com uma outra roupagem. Pode ser que apareçam defensores a favor da continuidade do Presidente Nyusi, já com uma nova roupagem e se calhar expurgar uma série de indivíduos que rodeiam o Presidente ligados a atos de corrupção", afirma Nhacete.

Quem vai apanhar a boleia da contestação de Samito na FRELIMO?

Determinados setores acreditam na possibilidade das alas que se opõem ao líder do partido virem a aproveitar-se deste momento de crise que o país para o afastar da corrida para o segundo mandato, marcada para outubro próximo.

Ouvir o áudio 04:47

Moçambique: Opositores de Filipe Nyusi na FRELIMO vão colar-se à Samito?

É que o nome de Filipe Nyusi também tem sido frequentemente associado ao pior escândalo de corrupção da história do país, o caso das dívidas ocultas, para além da dificuldades que o seu Governo tem demonstrado para sanar as outras crises não menos preocupantes do país.

Mas o jornalista descarta essa possibilidade e contra argumenta: "Tenho sérias dúvidas sobre o poder dessas alas. Penso que é preciso clarificar algumas questões importantes; acho que é genuíno o sentimento e Samora Machel Jr. e de muitas pessoas que o apoiam."

E Lima entende que "dentro desta nebulosa que eventualmente poderá apanhar uma grande boleia política desta contestação estão forças, digamos, preocupantes e que se poderão eventualmente colar a Samora Machel Jr., mas que representam o que há de pior e mais retrógrado e reacionário no partido FRELIMO, ou seja, neste momento, todos os corruptos e a ala que se beneficiou com os contratos sombra no contexto das dívidas ocultas são críticos de Filipe Nyusi e convêm-lhes apanhar boleia da candidatura ou contestação que Samora Machel Jr. está a fazer."

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados