Moçambique: Naufrágio causa pelo menos 12 mortos em Cabo Delgado | Moçambique | DW | 21.07.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambique: Naufrágio causa pelo menos 12 mortos em Cabo Delgado

Pelo menos 12 pessoas morreram na terça-feira (20.07), em Cabo Delgado, vítimas do naufrágio de uma embarcação que ligava Pemba à ilha do Ibo. Mau tempo e excesso de carga podem estar na origem do acidente fatal.

Ilha do Ibo (Foto de arquivo)

Ilha do Ibo (Foto de arquivo)

Entre as vítimas mortais estão pelo menos quatro crianças e oito adultos, embora as autoridades admitam a possiblidade de mais vítimas. Catorze sobreviventes foram resgatados e receberam acompanhamento médico na ilha do Ibo. 

O barco saía da cidade de Pemba em direção à ilha do Ibo. De acordo com as autoridades marítimas daquela província, o timoneiro transportava 23 passageiros e mais três elementos da tripulação, perfazendo 26 pessoas a bordo. 

"[O transportador] violou algumas normas de segurança marítima, porque carregou pessoas sem o uso dos meios de segurança marítima que são os coletes salva-vidas e largou a ancora antes da hora recomendada que são as 5 horas para sair a qualquer destino", disse Tauacale Avelino, administrador marítimo de Pemba que apontou o excesso de carga da embarcação como uma das prováveis causas do sinistro. 

BG I Alltag und Militarismus in Cabo Delgado

Navio naufragado transportava ajuda alimentar para Cabo Delgado (Foto ilustrativa)

Mau tempo precipitou acidente

O sinistro ocorreu quando a embarcação navegava nas águas de Namaue, distrito de Metuge. As autoridades acrescentam que as condições climatéricas terão precipitado a embarcação para o acidente fatal. 

"Quando chegaram à zona de Namaue, devido ao excesso de carga, com o mau tempo que se registava naquele local, essa embarcação naufragou. Algumas embarcações que passavam no local no momento do naufrágio resgataram alguns passageiros", explicou ainda Tauacale Avelino.

Assistir ao vídeo 01:34

Moçambique: Turismo na Ilha do Ibo em baixa

O condutor da embarcação sinistrada foi detido e será apresentado às autoridades judiciais para apuramento de responsabilidades.

De acordo com Tauacale Avelino, está em curso um inquérito que visa apurar os contornos do acidente.

"Carregou as pessoas à noite, onde não havia fiscalização. Nós retomámos às 4 horas para o local para desembarcar as embarcações e ele violou todas as normas, razão pela qual o motorista está sob custódia policial na ilha do Ibo. Tem de ser transferido para Pemba e fazer-se um inquérito", adiantou o administrador marítimo de Pemba.

Autoridades reforçam fiscalização

Pelo menos outros dois acidentes marítimos ocorreram, no ano passado, nas águas de Cabo Delgado. Um sinistro envolveu uma embarcação que transportava pescadores do distrito de Memba, província de Nampula, para o distrito de Mocímboa da Praia. Pelo menos 12 pessoas morreram.

As autoridades marítimas dizem agora estar a intensificar as ações de fiscalização às embarcações que circulam na província.

"A administração marítima já não regista embarcações de passageiros e carga sem ter condições. Estamos a falar de meios de salvação, que são os coletes salva-vidas. E apelamos a esses transportadores que observem as normas de segurança marítima e quando virem que o tempo não favorece que não se ponham ao mar", concluiu o responsável.

Nota: Artigo atualizado às 10h30 hora da Alemanha do dia 22 de julho. Apagámos a informação de que o barco transportava bens do Programa Alimentar Mundial, pois esta organização das Nações Unidas nega a existência desta carga. 

Leia mais