Moçambique: Ministro da Defesa diz que terroristas estão a ser ″abatidos″ | Moçambique | DW | 30.07.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambique: Ministro da Defesa diz que terroristas estão a ser "abatidos"

O ministro da Defesa de Moçambique disse que os terroristas estão a ser abatidos e se encontram "numa situação muito dramática", em resultado de "operações intensas" que decorrem em Cabo Delgado.

"O que devemos assegurar ao povo moçambicano é que os terroristas neste momento se encontram numa situação muito dramática, porque as operações estão a ser intensas e eles estão a ser fustigados”, disse esta sexta-feira (30.07) Jaime Neto, à margem da cerimónia de acreditação de novos adidos militares, em Maputo.

O ministro da Defesa disse ser difícil contabilizar o número de insurgentes abatidos nas operações, numa reação a um anúncio feito pelas autoridades do Ruanda, em Kigali, sobre o abate de 14 terroristas em Cabo Delgado em operações desenvolvidas pelo contingente daquele país que está no Norte de Moçambique.

"Não foi abatido apenas este número [de terroristas]. Trata-se do que foi contabilizado do lado do Ruanda, mas as nossas operações aéreas, assim como terrestres, têm estado a desenvolver um trabalho muito grande", referiu Jaime Neto.

"É muito difícil [estimar o número de terroristas abatidos], mas a verdade é que estão a sofrer baixas e muitas", concluiu o governante.

As Forças de Defesa e Segurança de Moçambique contam, desde o início do mês, com o apoio demil militares e polícias do Ruandapara a luta contra os grupos armados, no quadro de um acordo bilateral entre o Governo moçambicano e as autoridades de Kigali.

Assistir ao vídeo 03:44

Atuns de Memba: Os jovens de Nampula que usam a música contra o terrorismo

Leia mais