Moçambique inicia administração da segunda dose da vacina esta segunda | Moçambique | DW | 20.06.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambique inicia administração da segunda dose da vacina esta segunda

Cerca de 250 mil pessoas devem ser vacinadas na segunda fase da campanha nacional de vacinação contra Covid-19. Grupos-alvo incluem doentes com diabetes, insuficiência cardíaca e respiratória, entre outros.

A segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação de Moçambique arranca esta segunda-feira (21.06) com a administração da segunda dose da vacina contra Covid-19, e segue até 2 de julho. 

Nesta fase, cerca de 250 mil pessoas devem ser vacinadas. Os grupos-alvo são de estudantes finalistas dos cursos de formação em Saúde; doentes com diabetes mellitus, insuficiência cardíaca e respiratória, e população residente em centros de acomodação com idade acima de 50 anos.

Ainda estão neste grupo reclusos e funcionários prisionais, agentes da Policia da República de Moçambique (PRM) com mais de 50 anos, professores do ensino primário acima de 50 anos e jornalistas.

Num comunicado, o Ministério da Saúde de Moçambique (MISAU) recomenda que as pessoas dos grupos-alvo convocadas atentem "nos respectivos cartões de vacinação, a data de regresso à unidade sanitária para a toma da vacina, pois somente assim estarão totalmente imunizados, evitando desse modo formas graves da Covid-19 ou o risco de perder a vida devido a esta doença".

A vacina administrada é a de Oxford/AstraZeneca (Covishield). Na primeira fase da campanha, quando foi aplicada a primeira dose, 240.913 pessoas foram vacinadas entre 19 de abril e 15 de maio.

Assistir ao vídeo 04:47

Covid-19: Cimeira do G7 decidirá por mais equilíbrio na distribuição de vacinas?

Leia mais