Moçambique e África do Sul querem reforçar laços económicos | NOTÍCIAS | DW | 17.03.2018

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Moçambique e África do Sul querem reforçar laços económicos

Filipe Nyusi e Cyril Ramaphosa se comprometem a intensificar cooperação e a promover a competitividade das duas economias. "É preciso maximizar vantagens", diz chefe de Estado moçambicano.

Os chefes de Estado de Moçambique e África do Sul comprometeram-se este sábado (17.03) em Maputo em reforçar a cooperação entre os dois países, dando a prioridade ao setor económico.

"As trocas comerciais entre os nossos países têm uma contribuição importante no nosso crescimento económico e, assim, sentimos que há necessidade de maximizarmos as nossas vantagens de forma que consigamos promover a competitividade das nossas economias", declarou o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi.

Para Filipe Nyusi, além do setor económico, é urgente que os dois governos encontrem mecanismos que "possibilitem maior fluidez" noutros setores de cooperação.

A aprovação de um memorando de entendimento sobre a cooperação económica entre os dois Estados deve ser prioridade, afirmou o Presidente moçambicano. A realização da 3.ª Sessão da Comissão Binacional Moçambique-África do Sul, a decorrer no próximo ano em território sul-africano, pode servir para discussão detalhada deste documento.  

Objetivos comuns

Por sua vez, o Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, sublinhou que as duas nações devem perceber que têm as mesmas raízes.

Südafrika - neuer Präsident Cyril Ramaphosa

Cyril Ramaphosa: "Há vários objetivos em comum entre os dois países"

"Nós estamos aqui para fortificar as relações entre Moçambique e África do Sul, consolidando as suas bases e fundações", observou Cyril Ramaphosa, que fez uma visita de trabalho de um dia em Moçambique. "Há vários objetivos comuns que podem levar os dois países a prosperidade a nível económico."

Moçambique e África do Sul partilham uma extensa linha de fronteira e são importantes parceiros comerciais e económicos. Cerca de dois milhões de moçambicanos residem na África do Sul, onde trabalham nas minas e campos agrícolas e um número significativo opera no setor informal da economia sul-africana.

Cyril Ramaphosa, que é também presidente em exercício da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), tomou posse em fevereiro e realizou a 02 de março a sua primeira visita de Estado em Angola. Este sábado, o Presidente sul-africano seguiu para o Zimbabué, onde manterá encontro com o seu homólogo naquele país, Emmerson Mnangagwa.

Leia mais