++ Minuto a Minuto: Continua a contagem de votos em Moçambique ++ | NOTÍCIAS | DW | 13.10.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eleições autárquicas de Moçambique de 2018

++ Minuto a Minuto: Continua a contagem de votos em Moçambique ++

Continua o apuramento dos votos das eleições autárquicas de Moçambique. FRELIMO venceu em 33 autarquias, RENAMO em seis e MDM em uma. RENAMO ameaça romper negociações de paz caso não se reconheça fraude eleitoral.

Todas as atualizações na hora de Maputo

 

Os principais acontecimentos até agora:

- Processamento dos votos continua. Resultados deverão continuar a ser divulgados hoje pelos órgãos eleitorais distritais.

- FRELIMO venceu na cidade de Tete com 51,48% dos votos. Ainda na província de Tete, o anúncio dos resultados da vila de Moatize foi adiado.

- RENAMO ameaça romper as negociações de paz com o Governo caso os órgãos eleitorais não reconheçam que houve fraude eleitoral. Ao longo do dia, vários apoiantes do maior partido da oposição têm-se mostrado descontentes.

- FRELIMO venceu na Matola, o segundo maior município do país, por apenas um ponto percentual.

- Em Montepuez, Cabo Delgado, houve confrontos entre polícia e apoiantes da RENAMO que reclamam vitória na autarquia. A Polícia interveio na sexta-feira em outros dois municípios (Mocímboa da Praia e  Cidade de Chimoio) para acalmar os ânimos durante o processo de divulgação de resultados preliminares. 

- STAE anunciou vitória da FRELIMO em 33 autarquias, da RENAMO em seis e do MDM num município (Beira). 

- ONG "Sala da Paz", que está a monitorizar o processo, considera que a RENAMO está em condições de ganhar 10 ou mais municípios.

 

Acompanhe a síntese da contagem aqui:

22:00 E por hoje é tudo em termos de atualização da contagem dos votos e outros factos relacionados ao processo eleitoral. Amanhã continuaremos a trazer mais informações. Conte-nos o que presenciou em relação ao processo de votação, participe! A nossa página no Facebook é: DW Português para África.

21:30 Em Quelimane, jornalistas e observadores eleitorais criticam o STAE e a Comissão distrital de eleições por causa do desaparecimento de urnas, que continham votos, uma vez que havia agentes da polícia nos postos de votação em questão. Zacarias Inácio, presidente da Comissão Distrital de Eleições de Quelimane, acredita que houve falhas por parte da polícia nos casos de urnas roubadas nos postos de votação de Manhaua, Torrone, Icidhua e Janeiro. Segundo o relato de populares, uma das urnas roubadas na noite de quarta feira (10.10), foi roubada por "motoqueiros" que fugiram a grande velocidade. Os incidentes não impediram a divulgação dos resultados eleitorais mas mancharam o processo.

21:05 Na província de Tete, o Movimento Democrático de Moçambique (MDM) diz conformar-se com os resultados já tornados públicos sobre as eleições na cidade de Tete, vila de Ulóngue e Nhamayabwe. Em entrevista à DW, Vicente Adriano, delegado político provincial do partido do galo, afirma que as "tentativas de fraude em alta escala" nesta província mancharam o processo eleitoral. "Aceitamos estes resultados que obtivemos como partido. Resta-nos preparar para as eleições presidenciais do próximo ano".

Dos casos de fraude, o homem mais forte do MDM em Tete apontou o caso de vandalização de material de sete mesas na vila de Moatize. Este mesmo responsável lamentou também que, em consequência deste episódio, ainda não tenha sido movido um processo crime contra o diretor distrital do STAE em Moatize, Júlio Jossias Baulene.

Também na vila de Moatize houve irregularidades, aponta Adriano."Uma médica do hospital rural de Moatize foi presidente de uma mesa de votação e tentou, sem sucessos, viciar resultados", revelou. 

20:50 O diretor e o diretor-adjunto da Rádio Encontro, Padres Benvindo Tapua e Cantifula de Castro, respetivamente, estão a ser alvo de ameaças de morte por indivíduos desconhecidos, alegadamente por terem influenciado a derrota da FRELIMO, partido no poder, na cidade de Nampula. A denúncia foi feita, este sábado, pelo padre Cantifula de Castro. De acordo com o nosso correspondente em Nampula, Sitoi Lutxeque, o caso não foi ainda denunciado à polícia, mas deverá ser. Recorde-se que, durante as autárquicas desta semana, a Rádio Encontro posicionou profissionais em quase todas as mesas de assembleias de votos e transmitiu todos os acontecimentos em tempo real.

20:32 Autarquias onde ainda não estão apuradas a totalidades das mesas de voto, de acordo com os dados do website do STAE:

Sofala

- Beira

Maputo

- Boane

Zambézia

- Maganja da Costa

- Quelimane

- Alto Molúcuè

- Mocuba

Tete

- Moatize

Nampula

- Angoche

- Ilha de Moçambique

- Monapo

- Malema

19:28 Continuam as críticas ao anúncio dos resultados eleitorais na cidade da Matola. 

18:35 O anúncio dos resultados das eleições na vila autárquica de Moatize, em Tete, foi adiado, ainda sem indicação de nova hora. De acordo com o nosso correspondente Amós Zacarias, esta alteração de calendário está a ser justificada pelo facto de terem sido reclamados, à última hora, cinco votos, dos quais três a favor da RENAMO e dois da FRELIMO. Neste momento, técnicos do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) estão reunidos para fazer a requalificação dos dados e para, posteriormente, produzirem o edital.

Enquanto isso, membros e simpatizantes da RENAMO continuam aglomerados na vila de Moatize. A DW sabe que, nesta autarquia, o maior partido da oposição moçambicana leva vantagem. 

Na cidade de Tete, onde os resultados já são conhecidos, não há registo de festejos dos membros e simpatizantes da FRELIMO. Aliás, na cerimónia de apresentação dos resultados, foram poucos os simpatizantes do partido no poder que marcaram presença.

17:05 A Comissão distrital de eleições da cidade de Tete acaba de anunciar o partido FRELIMO como vencedor das eleições autárquicas ao nível da autarquia de Tete, com 41.445 votos, correspondentes a 51,48%.  A RENAMO angariou 32.749 votos, equivalentes a 43.022%, e o MDM arrecadou 1.895 votos, correspondentes a 2.49%.

O presidente da comissão distrital de eleições da cidade de Tete, Leonardo Chaipa disse que o processo de eleições nesta cidade decorreu num ambiente tranquilo.

A cerimónia ficou marcada pela ausência dos partidos da oposição.

16:47 Na vila de Moatize e na cidade de Tete, o ambiente está tenso com vários agentes da polícia a patrulhar as ruas, reporta o correspondente da DW África, Amós Zacarias. O anúncio dos resultados na vila de Moatize estava marcado para as 15 horas, mas até ao momento está tudo em silêncio. A DW África esteve no local para o qual estava agendada a divulgação dos resultados, no entanto, apenas se encontram lá membros da RENAMO, fortemente vigiados pela Polícia da República de Moçambique (PRM). A DW sabe que a demora no anúncio dos resultados se está a dever ao facto de membros do STAE se estarem a negar a assinar o edital dos resultados.

Também em Tete, a polícia reforçou a segurança nas ruas. À semelhança de Moatize, o anúncio dos resultados está atrasado, pois estava marcado para as 16 horas. Espera-se que inicie a qualquer momento.

As indicações apontam para a FRELIMO na frente.

16:30 A cobertura das principais televisões em Moçambique tem estado a ser alvo de críticas, incluindo a STV. Os órgãos de comunicação estão ser acusados de não dar destaque e não noticiar factos relevantes por estarem sob pressão. 

16:10 No seio da RENAMO, o descontentamento com os resultados das eleições é geral.

Ivone Soares, Mitglied von RENAMO (DW/N.Issufo)

Ivone Soares

Na sua página do Facebook, Ivone Soares, líder parlamentar da RENAMO, apela também à "interrupção do diálogo RENAMO- Governo da FRELIMO enquanto não houver justiça eleitoral".

15:50 O cabeça-de-lista do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) na autarquia de Alto Molócuè, a norte da Zambézia, considera "complicadíssima" a situação nesta vila, depois do anúncio da alegada vitória da FRELIMO. À DW, Manuel Txetxema afirma que o justo vencedor é a RENAMO e o seu candidato. Segundo Txetxema, a diferença entre os partidos FRELIMO e RENAMO "era demasiado larga um dia depois da votação, estando a RENAMO em vantagem".

Mosambik Maputo - Leiter des MDM im Alto Molócuè (DW/M. Mueia)

Manuel Txetxema

O mesmo responsável dá conta que a população tem estado a manifestar-se em "todos os bairros" e explica que o que complicou a situação e deixou os eleitores revoltados foi o facto de "um diretor e um outro funcionário do setor de educação terem roubado dois editais e terem depois fugido sem deixar rasto". Até ao momento os indiciados estão em parte incerta com os editais em sua posse. Txetxema acrescenta ainda que, nos últimos dois dias, a vila transformou-se em "palco de treinos militares". "Não é novidade ouvir disparos e gritos populares", afirma.

Neste momento, e apenas com 92% dos votos apurados, o website do STAE dá conta que a FRELIMO conta com 43.95% e a RENAMO com 50.66%. O MDM conta com 5.39% dos votos.

13:55 No Twitter, foram divulgadas imagens do comunicado de imprensa de hoje da RENAMO tornado público pelo líder interino Ossufo Momade. "Perante este ambiente de violação do príncipio de livre escolha dos representantes do povo (Sufrágio Universal) e do Estado de Direito Democrático fica claro que a FRELIMO quer empurrar a RENAMO para um novo ciclo de conflito, o que não é o nosso propósito porque estamos comprometidos com a paz e o bem-estar do nosso povo".

"Preocupa-nos bastante a demora da divulgação de resultados de apuramento intermédio nos municípios onde o partido RENAMO obteve a maioria, tal é o caso de Cuamba, Matola, Alto Molocue e Moatize".

13:38 O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral marcou para esta tarde a divulgação dos resultados das eleições autárquicas nas cidade de Tete e Moatize. Para Moatize a cerimónia está marcada para as 15h00 locais. Para a cidade de Tete está agendada para as 16h00. Ontem a RENAMO chamou a imprensa para dizer que venceu o escrutínio nas autarquias de Moatize, com 11.169 votos, o que corresponde a 52%, contra 9.794 votos na FRELIMO (45%). Na cidade de Tete, o maior partido da oposição moçambicana diz estar em vantagem com 41.477 votos (53,42%) contra 31.102 (41,7%) da FRELIMO. 

Alguns munícipes ouvidos pelo DW esta manhã na cidade de Tete mostram-se preocupados com a demora no anúncio dos resultados e temem que isso possa causar constrangimentos nos avanços almejados no diálogo para paz no país.

13:04  A União Europeia (UE) considerou, em comunicado, que a forma como decorreram as eleições autárquicas em Moçambique representa um sinal encorajador para a consolidação da paz no país. "A organização, de uma forma geral, ordeira das eleições locais no dia 10 de outubro representa um sinal encorajador para a consolidação da paz em Moçambique", lê-se na declaração. A UE refere ser "importante agora que todas as partes contribuam para uma conclusão pacífica e transparente deste processo. Isto, juntamente com uma boa preparação para as eleições gerais do próximo ano, reforçará a confiança de todos os moçambicanos que desejam um ambiente político inclusivo".

12:43 O líder interino da RENAMO, Ossufo Momade, ameaça romper as negociações de paz com o Governo, caso os órgãos eleitorais não reconheçam que houve fraude nas eleições autárquicas.

12:29 Hoje, no jornal "Verdade", o editorial destaca o descontentamento dos moçambicanos. Os "eleitores foram às urnas depositar um voto de indignação contra o Governo de turno para uma mudança que a população almeja há 20 anos, desde as primeiras eleições multipartidárias", lê-se no jornal.

12:12 Na cidade de Nampula, membros e simpatizantes do partido RENAMO, que venceu as eleições autárquicas da última quarta-feira, "inundam" as ruas da cidade e festejam vitória. A marcha está a decorrer de forma pacífica e ordeira, mas com uma grande enchente composta por simpatizantes do partido e população em geral.

Assistir ao vídeo 00:23
Ao vivo agora
00:23 min

Festa após vitória nas autárquicas: RENAMO enche as ruas de Nampula

10:40 Na cidade da Matola, a FRELIMO venceu a RENAMO por uma diferença de 2.197 votos. O partido no poder obteve 137.875 votos (48,05%) e o principal partido da oposição conseguiu 135.678 (47,28%). Houve mais de 8.000 votos considerados nulos. Veja o edital partilhado no Twitter:

10:26 O porta-voz da RENAMO em Quelimane, Latifo Charinfo, disse esta manhã em conferência de imprensa que a vitória do seu partido e do cabeça de lista, Manuel de Araújo, se deveu à grande afluênfia às urnas, sobretudo dos funcionários públicos, nos distritos de Inhassunge, Mocuba, Derre e Macuse.

Mosambik Quelimane - Latifo Charinfo, Sprecher von Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO)

Latifo Charinfo, porta-voz da RENAMO em Quelimane

Segundo Latifo Charinfo, a vitória de Manuel de Araújo é dedicada ao falecido líder do partido, Afonso Dhlakama. Nesta autarquia, a RENAMO (55,5%) ganhou à FRELIMO (33,9%) por uma diferença de 17 mil votos.

Ainda de acordo com o porta-voz da RENAMO, oito membros do partido foram detidos em Quelimane, incluindo uma mulher grávida. Dos detidos, sete foram libertados na sexta-feira (12.10). O homem que permanece sob custódia policial, alegadamente por rasgar a farda de um membro da autoridade, terá de pagar uma caução para ser libertado. 

09:58 Na cidade da Matola, o segundo maior município do país, o STAE anunciou a vitória da FRELIMO por menos de um ponto percentual de vantagem: o partido no poder ganhou com 48,05% dos votos, enquanto a RENAMO reuniu 47,28%. A comunicação foi feita esta manhã por aquele órgão eleitoral no Auditório Municipal Carlos Tembe. Entretanto, no Twitter, já há comentários à vitória por curta margem da FRELIMO. A cidade da Matola é conhecida por ser um dos bastiões da força no poder.

Na sexta-feira (12.10), a RENAMO proclamou-se vencedora das autárquicas neste município. Clementina Bomba, delegada política da daquele partido da oposição, afirmou em conferência de imprensa que a demora na divulgação dos resultados oficiais demonstrava uma clara tentativa de fraude eleitoral para beneficiar a FRELIMO.

09:26 A Comissão Distrital de Eleições de Nampula convocou uma conferência de imprensa ontem, sexta-feira (12.10), para anunciar os resultados preliminares na cidade de Nampula, norte do país. Martinho Marcelino, presidente da Comissão Distrital de Eleições de Nampula, confirmou a vitória da RENAMO na cidade. Durante o anúncio dos resultados "gaguejou" e falhou várias vezes na divulgação dos dados. Segundo a página oficial do STAE, a RENAMO venceu em Nampula com 59,42% dos votos. Em segundo lugar ficou a FRELIMO (32,20%) e em terceiro surge o MDM (6,23%).

08:27 Continuam a chover reclamações contra a demora na contagem de votos. Comissão Nacional de Eleições (CNE) e Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) estão no centro das críticas.

06:30 Bom dia. Continuamos a acompanhar a atualização da contagem de votos e outros factos relacionados com o processo eleitoral. 

Participe! Conte-nos o que presenciou em relação ao processo de votação! Para isso pode utilizar a nossa página no Facebook: DW Português para África.

 

Mais informações sobre o dia da votação das eleições autárquicas em Moçambique:

A contagem de votos em Moçambique e os principais acontecimentos na quinta e sexta-feira

++ Minuto a Minuto: o dia da votação das eleições autárquicas em Moçambique ++

Uma síntese do dia das eleições: Autárquicas marcadas por alguns constrangimentos

Leia mais

Links externos

Áudios e vídeos relacionados