Manica: Dois mortos no arranque da campanha eleitoral | Moçambique | DW | 25.09.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Manica: Dois mortos no arranque da campanha eleitoral

Vítimas são membros e simpatizantes da FRELIMO que se encontravam a colar cartazes da campanha quando foram colhidos de surpresa por um carro. O acidente aconteceu em Chimoio.

Bildergalerie Wahlkampf 2014 Mosambik (DW/J. Beck)

Imagem ilustrativa

Para além das duas vítimas mortais, o atropelamento, desta terça-feira (25.09), deixou ainda quatro feridos graves e cinco ligeiros. Até ao momento não se sabe qual a proveniência da viatura ligeira que colheu todas as vítimas e que manchou desta forma o arranque do processo.

Ângela Jone, uma das vítimas internadas no hospital provincial de Chimoio, contou à DW África como tudo se sucedeu. "Estava a fazer campanha no centro hípico, a por papéis... já estava a descer para ir para casa, veio o carro e bateu-nos. Éramos cerca de 10 a 11 (pessoas)", contou. 

Ouvir o áudio 02:22
Ao vivo agora
02:22 min

Manica: Dois mortos no arranque da campanha eleitoral

Contactada, a Polícia da República de Moçambique em Manica, na pessoa do seu porta-voz Mateus Mindú, disse que o condutor do automóvel se pôs em fuga depois do sinistro, encontrando-se em parte incerta. Mateus Mindú garantiu que as investigações estão em curso. "Cerca das duas horas, registámos um caso de acidente de viação, que resultou em dois óbitos no local, cinco feridos ligeiros e quatro graves. Dos feridos, quatro encontram-se ainda internados e cinco já tiveram alta no Hospital Provincial", começou por dar conta o porta-voz da Polícia.

Segundo Mateus Mindú, ainda que o condutor esteja "em parte incerta", a Polícia tem em sua posse a carta de condução e o cartão de eleitor dele. "A campanha não deve ser tida como um momento sangrento mas sim de festa. E queria lançar um apelo a todos automobilistas para que respeitem as regras de trânsito para que casos similares não voltem a acontecer nas nossas estradas", acrescentou.

Mosambik, Krankenhaussprecherin in Manica (B. Jequete)

Lara de Melo, Hsopital Provincial de Chimoio

A porta-voz do Hospital Provincial de Chimoio, Lara de Melo, confirmou também que "deram entrada no serviço de urgência do Hospital Provincial de Chimoio, seis pacientes, vítimas de acidentes de viação. Desses, dois constituíram óbitos em menos de uma hora e quatro estão internados".

Lara de Melo avançou ainda que, das quatro pessoas que estão internadas, duas estão em estado grave, "na reanimação, uma com traumatismo crânio-encefálico grave e outra com fratura bilateral da tíbia. Partiu as costas". Um terceiro paciente, acrescentou a porta-voz do hospital, está estável e "internado na ortopedia, com uma fratura na tíbia". A quarta vítima internada está no "serviço de cirurgia com traumatismo crânio-encefálico ligeiro".

FRELIMO: angústia e preocupação

Por seu turno, o porta-voz da FRELIMO no comité da cidade, Francisco Tomo, disse que o incidente provocou, no seio dos camaradas, muita angústia e preocupação, na medida em que está a começar uma festa que vai culminar com a eleição do cabeça de lista para a cidade de Chimoio. "Não posso afirmar com exactidão ou com certeza, mas por trás disso pode haver qualquer interesse político e espero que o tempo venha a dizer alguma coisa sobre isso", destacou o porta-voz do partido FRELIMO na cidade de Chimoio.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados