Mali: Presidente nomeia primeiro-ministro e forma novo Governo | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 22.04.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Mali: Presidente nomeia primeiro-ministro e forma novo Governo

Ministro cessante da Economia e das Finanças do Mali, Boubou Cissé, foi nomeado primeiro-ministro e encarregue de formar um novo Governo no país. Ex-primeiro-ministro renunciou ao cargo na semana passada.

default

Assembleia Nacional do Mali

Boubou Cissé foi nomeado para o cargo na sequência da demissão do ex-primeiro-ministro Soumeylou Boubèye Maïga do Governo do Presidente Ibrahim Boubacar Keïta, a 18 de abril, adiantou a agência de notícias France Press, citando um comunicado da Presidência da Presidência do Mali. 

Maïga demitiu-se após o massacre que ocorreu a 23 de março na aldeia de Ogossagou, no interior do país, que resultou na morte de 160 civis e na sequência de uma série de manifestações contra a gestão do Mali e a "incapacidade" do Estado de "assegurar a proteção da sua população".

USA Premier Soumeylou Boubeye Maiga in New York

Ex-primeiro-ministro Soumeylou Boubèye Maïga

Após a demissão de Maïga, o Presidente maliano, Ibrahim Boubacar Keïta, convocou reuniões com eleitos da maioria e da oposição para debater "a situação sociopolítica do país" e a "constituição de um Governo de grande abertura". 

Nas sessões, Keïta enfatizou a "necessidade de colocar o Mali acima de tudo o resto", apelando aos eleitos que o ajudassem "no processo de reconstrução" do país.   

Depois de consultar as forças políticas da maioria e da oposição, o chefe de Estado maliano anunciou então a nomeação de Boubou Cissé, que encarregou de "formar uma nova equipa governamental em linha com as conclusões da discussão".

Cissé, de 45 anos e economista de formação, foi ministro da Economia e das Finanças no Mali durante três anos, após ter tido a seu cargo o Ministério da Indústria e das Minas durante outros três. 

Leia mais