Mali adia eleições legislativas para novembro | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 15.09.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Mali adia eleições legislativas para novembro

As eleições legislativas no Mali, previstas para 28 de outubro, foram adiadas um mês, anunciou o Governo, por falta de documentos dos candidatos.

As eleições, que estavam marcadas para 28 de outubro (primeira volta) e 18 de novembro (segunda volta), devem agora realizar-se a 25 de novembro e 16 de dezembro, respetivamente, três meses depois das presidenciais que elegeram o chefe de Estado cessante, Ibrahim Boubacar Keita.

Uma greve "ilimitada" dos magistrados impediu alguns candidatos de "obter os documentos administrativos constitutivos" do seu processo antes desta quinta-feira, data limite para a entrega de candidaturas, explicou, em comunicado, o Ministério da Administração Territorial e da Descentralização.

O novo prazo para formalização das candidaturas passou agora para 11 de outubro, precisou o ministério, após uma reunião com representantes dos partidos políticos. 

Os deputados são eleitos por sufrágio universal direto para um mandato de cinco anos para ocupar os 147 lugares da Assembleia Nacional do parlamento do país.

Boubacar Keita reeleito

O Mali celebrou a 29 de julho a primeira volta das eleições presidenciais, cuja segunda volta, organizada a 12 de agosto, reelegeu Ibrahim Boubacar Keita, com 67% dos votos, face aos 32,84% do seu rival, o líder da oposição, Soumaila Cissé.

Cissé rejeitou os resultados e afirmou ter ocorrido uma manipulação a favor do Presidente cessante, que entretanto já tomou posse para um segundo mandato de cinco anos.

Leia mais