Líderes da transição tomam posse no Sudão | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 22.08.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Líderes da transição tomam posse no Sudão

O general sudanês Abdel Fattah al-Burhane tomou posse como chefe do Conselho Soberano, responsável pela transição para o poder civil. E o economista Abdalla Hamdok tomou posse como primeiro-ministro.

General sudanês Abdel Fattah al-Burhane

General sudanês Abdel Fattah al-Burhane

Abdel Fattah al-Burhane chefiava até agora o Conselho Militar de transição, que ficou no poder após a destituição do Presidente Omar al-Bashir, em abril.

O general sudanês tomou posse em Cartum, na quarta-feira (21.08), passando a chefiar o novo Conselho Soberano, encarregue de governar o país nos próximos três anos de transição até à realização de eleições em 2022.

O Conselho é composto por 11 membros - seis civis e cinco militares. Burhane chefiará o Conselho Soberano durante 21 meses e será depois substituído por um civil.

Sudans neuer Premierminister Abdalla Hamdok

Novo primeiro-ministro sudanês, Abdalla Hamdok

Novo primeiro-ministro

Também na quarta-feira, o economista Abdalla Hamdok tomou posse como novo primeiro-ministro.

Hamdok anunciou que, enquanto governar, o seu lema será "Liberdade, Paz e Justiça", o mote da "maior revolução da história moderna" do Sudão, que será "o marco do programa de transição".

Na segunda-feira, o presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahamat, saudou a nomeação de Hamdok para primeiro-ministro.

"Este marco histórico é o culminar de meses de negociações e o resultado da resolução firme e pacífica do povo sudanês, especialmente das mulheres e da juventude, para uma transição democrática no Sudão", afirmou.

Leia mais