(In)verdades: a radiação do 5G e o cancro | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 08.08.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

(In)verdades: a radiação do 5G e o cancro

Comentários recentes partilhados nas redes sociais dão conta que a nova tecnologia móvel 5G emite radiações nocivas que podem causar cancro. Esta é uma afirmação falsa e explicamos porquê neste vídeo.

Assistir ao vídeo 01:15

O ex-candidato presidencial nigeriano Martin Onovo afirma que a nova tecnologia móvel 5G emite radiações nocivas que podem causar cancro. 

O 5G é uma rede sem fios que permite uma boa ligação do seu telemóvel à Internet – algo que, como acontece na rádio, é possível através de ondas eletromagnéticas. É verdade que comprimentos de onda com alta frequência como a radiação ultravioleta (UV) podem ser prejudiciais para os seres humanos. No entanto, o 5G utiliza frequências baixas que não nos prejudicam. 
É irónico que muito do medo e da desinformação em torno do 5G esteja a ser espalhado através desta mesma tecnologia. Mas saiba: Não há provas de que o 5G seja prejudicial para a sua saúde.