Guiné Equatorial: Teodorin Obiang alvo de sanções por corrupção | NOTÍCIAS | DW | 23.07.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Guiné Equatorial: Teodorin Obiang alvo de sanções por corrupção

O Reino Unido impôs sanções na quinta-feira a cinco indivíduos, incluindo o filho do Presidente da Guiné Equatorial, no âmbito de uma ação global anti-corrupção.

O Reino Unido disse esta quinta-feira (22.07) que congelou os bens e proibiu viagens de cinco pessoas, acusadas ​​de roubar fundos públicos na Guiné Equatorial, Zimbábue, Venezuela e Iraque.

"A ação que tomamos hoje tem como alvo indivíduos que encheram os seus próprios bolsos às custas de seus cidadãos", disse em comunicado o ministro das Relações Exteriores, Dominic Raab.

"A corrupção drena a riqueza das nações mais pobres, mantém o seu povo preso a pobreza e envenena o poço da democracia", acrescentou.

Popstar Michael Jackson 1984

​​​​Michael Jackson trajando uma das suas famosas luvas já leiloadas

As extravagâncias de Teodorin

O Ministério das Relações Exteriores explicou que sancionou o vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodorin Obiang, filho do atual Presidente, pelo seu envolvimento na apropriação indevida de fundos do Estado para as suas contas bancárias pessoais.

Além de fazer arranjos contratuais corruptos e solicitar subornos, disse que Obiang tinha esbanjado 425 milhões de euros na compra de uma mansão particular em Paris, carros luxuosos e uma coleção de memorabilia de Michael Jackson, incluindo uma luva de cristal de 250.000 euros que o cantor usou na sua turnê "Bad" entre 1987-89.

Alex Saab detido em Cabo Verde

As sanções foram impostas também aos empreiteiros colombianos Alex Nain Saab Moran e Alvaro Enrique Pulido Vargas por explorarem os programas públicos de

alimentação e habitação da Venezuela e entregar produtos a preços inflacionados.

Indicado em julho de 2019 em Miami por lavagem de dinheiro, Saab foi preso durante uma escala aérea em Cabo Verde em meados de junho de 2020. Os Estados Unidos exigem a sua extradição, enquanto a Venezuela pede a sua libertação.

Kudakwashe Regimond Tagwirei, do Zimbábue, foi sancionado pelo regime anticorrupção por resgatar títulos do tesouro nacional num valor dez vezes mais que o oficial.

As medidas integram o segundo grupo de sanções sob o regime anticorrupção da Grã-Bretanha. As primeiras foram aplicadas em abril e visam 22 indivíduos envolvidos em casos graves de corrupção na Rússia, África do Sul, Sudão do Sul e América Latina.

Leia mais