Guiné-Bissau: Nabiam formaliza apoio a Sissoco nas presidenciais | NOTÍCIAS | DW | 04.12.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Guiné-Bissau: Nabiam formaliza apoio a Sissoco nas presidenciais

Líder do APU-PDGB e terceiro mais votado na primeira volta das presidenciais do país, Nuno Nabiam, assinou um acordo político de apoio ao candidato Umaro Sissoco Embaló.

O acordo entre o líder da Assembleia do Povo Unido - Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), Nuno Nabiam, e Umaro Sissoco Embaló - que vai disputar a segunda volta das presidenciais a 29 de dezembro com Domingos Simões Pereira -, foi assinado na terça-feira (03.12), em Dacar.

"Os subscritores do presente acordo assumem o princípio de colaboração ativa no apoio à eleição na segunda volta do candidato Umaro Sissoco Embaló", pode ler-se no documento.

O acordo político refere também que Nuno Nabiam vai trabalhar em conjunto com os partidos que o apoiam para assegurar que o seu eleitorado se mantenha coeso, evite dispersão de votos e se consolide em torno de Umaro Sissoco Embaló".

"Em caso de vitória, as partes comprometem-se a trabalhar juntos para promover a concórdia nacional, a unidade nacional e a criar um clima de paz e estabilidade indispensável ao bom desempenho do cargo de Presidente da República", refere-se também no acordo.

O documento tem também as assinaturas, como testemunhas, de Braima Camará, coordenador nacional do Movimento para a Alternância Democrática (MADEM-G15), partido que apoia Umaro Sissoco Embaló, Alberto Nambeia, presidente do Partido de Renovação Social (PRS), que apoiou Nuno Nabian na primeira volta, e do próprio Nabiam, enquanto presidente da APU-PDGB.

Já no domingo (01.12), o ex-presidente do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) Carlos Gomes Júnior tinha anunciado o seu apoio ao candidato Umaro Sissoco Embaló, na segunda volta das presidenciais da Guiné-Bissau.

Leia mais