Governo angolano vai lançar programa de combate ao êxodo rural | Angola | DW | 15.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Governo angolano vai lançar programa de combate ao êxodo rural

Governo de Angola vai lançar ainda este mês o Programa Integrado de Intervenção dos Municípios (PIIM). O objetivo é evitar o crescente êxodo rural, anunciou este sábado (15.06) o Presidente João Lourenço.

João Lourenço, também líder do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), falava na abertura do VII Congresso Extraordinário do partido, que decorre este sábado em Luanda.

Sem avançar mais pormenores sobre o programa, João Lourenço disse que o conflito armado que se abateu sobre o país, ao longo de algumas décadas e definitivamente terminado já há 17 anos, constitui a principal causa do massivo êxodo rural das populações para os grandes centros urbanos, sobretudo do litoral, mas não só.

Segundo o chefe de Estado, contribui também para este fenómeno a excessiva concentração do poder central na tomada das decisões administrativas, "até das mais elementares", a partir da capital.

"Constitui, por isso, um grande desafio para a nação, além da implementação do poder autárquico, quando houver legislação que a suporte, o resgate da vida dos municípios, de forma a estancar o êxodo crescente das populações, através da criação de melhores condições sociais, oferta de emprego, saúde, educação, mobilidade, água e energia, entre outros atrativos", sublinhou.

Angola vai realizar as suas primeiras eleições autárquicas em 2020, sendo este um dos assuntos constante da agenda deste congresso extraordinário, que tem como lema "MPLA e Novos Desafios".

João Lourenço salientou que é ambição do partido que dirige conquistar a esmagadora maioria das câmaras municipais, no quadro das eleições autárquicas, um dos desafios do MPLA até às eleições gerais de 2022.

Leia mais