Gabão: Líder dos militares que tentaram golpe de Estado foi preso | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 07.01.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Gabão: Líder dos militares que tentaram golpe de Estado foi preso

Militares invadiram a rádio pública e anunciaram um golpe de Estado para salvar o Gabão "do caos". O Presidente Ali Bongo está fora do país. O chefe da tentativa de golpe, Obiang Kell, já foi preso.

Militares gaboneses anunciaram, esta segunda-feira (07.01) de madrugada, terem assumido o controlo do Governo para "restaurar a democracia" no país. Ouviram-se tiros junto à sede da televisão estatal e, na rádio, um grupo de oficiais apelou à criação de um "conselho nacional da restauração".

"Chegou o tão esperado dia em que o Exército decidiu colocar-se do lado da população para salvar o Gabão do caos", afirmaram os militares. "Se estão a comer, parem. Se estão a beber, parem. Se estão a dormir, acordem. Acordem os vizinhos… Ergam-se e tomem o controlo das ruas". Os golpistas pediram ainda à população para ocupar edifícios públicos e os aeroportos do país.

A internet foi cortada. Nas imediações da rádio estatal, soldados leais ao Governo dispararam gás lacrimogéneo para dispersar 300 pessoas que tinham ido para as ruas, em apoio aos golpistas, contou uma testemunha à agência de notícias Reuters.

Gabun - Präsident Ali Bongo Ondimba - 2018 Illegal Wildlife Trade Conference

Presidente do Gabão, Ali Bongo

A meio da manhã, o porta-voz do Governo, Guy-Bertrand Mapangou, garantiu que "a situação está sob controlo".

O líder dos golpistas, o tenente Kelly Ondo Obiang, já foi preso, anunciou  presidência gabonesa.

Militares insatisfeitos com Presidente

Os militares golpistas disseram estar insatisfeitos com a governação do Presidente Ali Bongo, de 59 anos. Segundo o líder Kelly Ondo Obiang, o discurso de Ano Novo de Bondo, emitido a 31 de dezembro, "aumentou as dúvidas sobre a capacidade do Presidente de continuar a desempenhar as suas responsabilidades".

Ali Bongo, no poder desde 2009, ficou doente em outubro passado. Está atualmente em recuperação, em Marrocos. A sua família governa o Gabão há cinco décadas.

O porta-voz do Governo, Guy-Bertrand Mapangou, disse que a segurança na capital foi reforçada, e que esse reforço se deverá manter nos próximos dias.

Leia mais