Feira Industrial de Maputo celebra dia da Alemanha | MEDIATECA | DW | 29.08.2013
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

MEDIATECA

Feira Industrial de Maputo celebra dia da Alemanha

Assinala-se esta quinta-feira (29.08) o dia da Alemanha na maior feira internacional de Maputo, a FACIM. Crescimento económico e recursos naturais atraem muitos investidores a Moçambique.

Ouvir o áudio 02:56

Pela primeira vez desde 2007, a Alemanha está novamente representada oficialmente com um pavilhão na Feira Internacional de Maputo, a FACIM 2013, em que participam 11 empresas germânicas. O regresso da Alemanha à maior feira empresarial moçambicana é justificado pela boa organização do evento e pelo fato de o país estar a descobrir recursos minerais.

Moçambique, também devido ao crescimento económico, é o destino de muitos investidores. Nesta feira, as empresas germânicas, em particular, procuram parcerias para expandir seus negócios pelo país.

Moçambique atrai investimentos alemães

No espaço da Embaixada da Alemanha no certame, está Barbara Abbing. A responsável afirma que há muitos empresários alemães que querem investir em Moçambique, explicando que "esta edição da feira é mais atrativa".

"Também o Ministério alemão dos Negócios Estrageiros teve interesse por causa do aparecimento dos recuros minerais, um setor que está a crescer bastante", explica.

O interesse dos expositores na FACIM passa claramente pelos negócios. No fim desta edição, os empresários alemães esperam ter encontrado parceiros para expandir o seu negócio.

"É maior o desejo dos empresários alemães de vir a Moçambique", diz Barbara Abbing, explixando que "há muitos que estão atraídos pelo negócio e que a esperança é de ter sucesso ao investir no país". "São onze as empresas alemãs representadas com a esperança de ter bons contatos e parcerias", conclui.

Em busca de contactos e parcerias

No espaço da SebaPharma econtram-se produtos para a higiene da pele "made in Germany". O empresário Michael Vatter procura também parceiros para o seu negócio. "Já tive contatos há anos", começa por dizer. "Agora ainda não fiz nenhum, por isso estou aqui para procurar parcerias".

De acordo com Vatter, "muitos visitantes ficam impressionados com os produtos e perguntam onde podem encontrá-los pois, em Moçambique, ainda não existem."

O empresário diz ter-se sentido atraído pelo crescimento económico de Moçambique e pelo poder de compra dos moçambicanos. "A nossa maior prioridade é ter parceiros ligados a medicina, especialmente farmácias", afirma. "As empresas ligadas à medicina são as que têm o conhecimento necessário para revender e distribuir os produtos".

A automobilística Volkswagen é outra das empresas representadas no pavilhão da Alemanha da FACIM. A viatura desta marca despertou a curiosidade de muitos dos visitantes.