″Febre Coltan″ sobe ao palco na Alemanha | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 14.06.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

"Febre Coltan" sobe ao palco na Alemanha

Quando compro um telemóvel novo, estou a contribuir para a instabilidade no leste da República Democrática do Congo? A pergunta dá o mote à peça de teatro "Febre Coltan".

"O telemóvel é indispensável à nossa vida […] é a minha pequena jóia". É assim que começa a peça "Febre Coltan".

No palco, um apresentador de um programa de televisão pergunta-se sobre o que está, na verdade, dentro deste pequeno dispositivo "mágico". E é assim que se descobre que o coltan é uma matéria fundamental na produção de dispositivos eletrónicos. Com humor, a peça aborda a problemática do comércio global de matérias-primas.

"O coltan é um exemplo extremo. Para cada telefone é necessária uma pequena quantidade, no entanto é muito caro e praticamente só existe no leste do Congo. Por isso tem muita influência em conflitos", afirma o encenador Jan-Christoph Gockel, que, para fazer a peça, trabalhou com uma equipa internacional, com pessoas do Congo, Bélgica, Haiti e Alemanha.

Uma questão que afeta todos

A peça de teatro baseia-se na história do ator congolês Yves Ndagano. Quando era criança, foi sequestrado no caminho para a escola por uma milícia e forçado a trabalhar como soldado. Uma organização não-governamental libertou-o, mas Yves não pôde voltar para casa, pois foi rejeitado pela sua comunidade.

Ouvir o áudio 03:03
Ao vivo agora
03:03 min

"Febre Coltan" sobe ao palco na Alemanha

Não tinha outra opção, senão trabalhar numa mina de coltan: "Não é apenas a minha história, é a história de todos os congoleses", afirma. "Muitas crianças em Goma passaram pelo mesmo."

Embora ainda não seja fácil para o ator contar a sua história, Yves diz ficar contente por a poder partilhar. Ele fundou em Goma, na província do Kivu Norte, no leste do Congo, a organização, SikilikAfrika, que através do teatro, dança e música pretende ajudar jovens a ultrapassar o trauma da guerra.

"As crianças ficam surpreendidas com a peça. Têm telefones e computadores, mas não sabem de onde vêm os seus componentes. Com esta peça, as crianças ficam emocionadas e perguntam o que podem fazer contra tudo isto. Reagem de forma responsável."

"Febre coltan" está pela segunda vez em cena na Alemanha. Já passou pelo Burkina Faso, Congo-Brazzaville e por Kinshasa, a capital da República Democrática do Congo. Yves Ndagano espera que, um dia, a peça suba ao palco na região leste do seu país.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados