Falha na rede interbancária prejudica cidadãos em Maputo | Moçambique | DW | 16.11.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Falha na rede interbancária prejudica cidadãos em Maputo

Muitos moçambicanos estão a enfrentar problemas – e longas filas – para levantar dinheiro nas caixas automáticas dos bancos comerciais, em Maputo. Os gestores da rede interbancária trabalham para resolver o apagão.

Uma falha no sistema tecnológico de unificação do sistema eletrónico dos bancos comerciais de Moçambique está a prejudicar cidadãos na capital Maputo. Logo pela manhã, nesta sexta-feira (16.11), eram notórias longas filas nas caixas automáticas, vulgos ATM, em quase todos os bancos, exceto o Milenium BIM, Banco Internacional de Moçambique.

Uma fonte do Santandard Bank, que pediu para não ser identificada, disse não saber quando o problema deverá ser resolvido, mas garantiu que os técnicos estão a trabalhar no caso.

Também a Sociedade Interbancária de Moçambique (Simo), gestora da rede única de pagamentos, não avançou detalhes sobre o problema que originou a paralisação dos serviços nem o período necessário para a sua resolução, mas garantiu que "ações com vista ao restabelecimento dos serviços com a maior brevidade possível".

Ouvir o áudio 02:29
Ao vivo agora
02:29 min

Falha na rede interbancária prejudica cidadãos em Maputo

Problemas 

Devido ao problema, alguns cidadãos tiveram de percorrer longas distâncias à procura de dinheiro em todos os bancos comerciais, foi o caso de Jeremias Mandlate. "Passei de Marracuene, não estava a pagar; do Albasine, também não estava a pagar e agora estou aqui no Zimpeto. Passei por quatro ATM. Vou aturando esta fila, e acho que vou conseguir levantar um valor", desabafou o cidadão enquanto esperava para levantar dinheiro.

Neto Soto estava com urgência em comprar medicamentos. Disse ter procurado todas as ATM, mas nenhuma estava a pagar, mesmo nos locais onde isso é raro de acontecer.

"Precisava de um valor para comprar medicamentos para fazer tratamentos, mas não foi possível. Não consegui entrar no banco porque estava fechado e acabo de sair do serviço agora", disse.

A agitação era tal que deixou desesperados milhares de cidadãos. Encontramos João Tomé numa enorme fila a aguardar pela sua vez para entrar na ATM do Milenium BIM.

"Estou a achegar agora e encontro esta bicha que está enorme. Fui a duas ATMs, mas também não há sistema. Só dizem que não há sistema. Não tive uma explicação satisfatória, nem dizem o que houve, mas só dizem que não há sistema".

"Única opção"

A única opção que as pessoas tiveram para levantar o seu dinheiro era deslocar-se aos balcões que também estavam repletos de pessoas. Foi o caso de Rosalina Alfredo. Ela afirmou que faria o sacrifício de ficar na fila, por causa do fim de semana. "Preciso de dinheiro e não tenho como passar o fim de semana sem dinheiro. É Algo espantoso porque é a primeira vez que isso acontece.”

O problema não tem fim à vista, por isso que neste sábado (17.11) todos os bancos estarão abertos das oito até às treze horas, segundo uma fonte bancária.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados