EUA dão início a campanha de vacinação contra a Covid-19 | NOTÍCIAS | DW | 14.12.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

EUA dão início a campanha de vacinação contra a Covid-19

Número de vítimas mortais da pandemia nos Estados Unidos aproxima-se dos 300 mil. Vacina da Pfizer-BioNtech já está a ser expedida para hospitais e três milhões de doses deverão estar disponíveis até quarta-feira.

Os Estados Unidos iniciam esta segunda-feira (14.12) uma vasta campanha de vacinação contra a Covid-19 no país, onde o número de mortes causadas pela doença se aproxima dos 300 mil óbitos. 

No domingo, as autoridades norte-americanas indicaram que o número total de mortos, desde o início da pandemia, atingiu já os 299.093, enquanto o número total de casos é superior a 16 milhões. 

Neste fim de semana, a vacina dos laboratórios Pfizer-BioNTech começou já a ser expedida, em caixas refrigeradas a menos de 70 graus centígrados, a partir da fábrica da Pfizer no estado do Michigan para hospitais e outros locais. 

A Pfizer indicou que 20 aviões vão transportar estas vacinas todos os dias. "As vacinas foram expedidas e estão a caminho", congratulou-se no domingo o Presidente norte-americano, Donald Trump, numa mensagem divulgada na rede social Twitter. 

Vacina deve chegar a 20 milhões até ao final do ano

O governador do Kentucky, Andy Beshear, afirmou que o estado, no leste do país, vai ser o primeiro a vacinar os residentes, menos de 72 horas depois da vacina Pfizer-BioNTech ter recebido a "luz verde" das autoridades sanitárias norte-americanas.

Cerca de três milhões de doses vão ser disponibilizadas até quarta-feira, para vacinar perto de 20 milhões de norte-americanos antes do final do ano e 100 milhões antes do final de março no país, que registou 1,1 milhões de novos casos confirmados nos últimos cinco dias. Funcionários de

Na sexta-feira, os Estados Unidos foram o 6.º país a aprovar a vacina Pfizer-BioNTech, depois do Reino Unido, Canadá, Bahrain, Arábia Saudita e México. A agência do medicamento europeia deverá apresentar uma recomendação até final de dezembro. 

Este é o início da maior campanha de vacinação da história dos Estados Unidos e do mundo - cinco países já administram a vacina Pfizer - para combater uma pandemia que já fez quase 1,6 milhões de mortos em todo o planeta.

Assistir ao vídeo 02:26

A logística complicada para a entrega da vacina da Covid-19

Leia mais