″Eu não minto na minha música″, diz Mayra Andrade | Cabo Verde | DW | 20.07.2018

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

"Eu não minto na minha música", diz Mayra Andrade

Mayra Andrade diz que a sua arte reflete a sua trajetória como uma cabo-verdiana do mundo. A cantora saúda os esforços de Cabo Verde para promover a cultura do país, embora refira que há outras prioridades.

Mayra Andrade durante espetáculo em Berlim

Mayra Andrade durante espetáculo em Berlim

Mayra Andrade é um sucesso mundial, admirada até mesmo por artistas de grande fama, como a cantora Madonna, que partilhou nas redes sociais um vídeo de uma das apresentações da cabo-verdiana. Alcançar o público no além-mar não foi fácil. Foi tudo fruto de uma boa dose de sorte, mas, sobretudo, de muito trabalho, afirma a cantora.

"Há uma verdade na música que eu faço. Eu não minto na minha música. Eu só canto o que me toca realmente e tento encontrar a linguagem mais genuína possível", disse em entrevista à DW África, em Berlim.

Ouvir o áudio 02:39

"Eu não minto na minha música", afirma Mayra Andrade

"Eu sou muito cabo-verdiana e eu sou muito do mundo, então a minha música traduz muito bem o que eu sou. E também o trabalho de muitas pessoas que acreditaram em mim, que juntaram os esforços para que as coisas acontecessem. E é um trabalho de formiga, que vem sendo feito há 18 anos. Não foi uma coisa que aconteceu do dia para a noite", acrescenta.

Promoção da cultura cabo-verdiana

Mayra Andrade anda em digressão pela Europa, ao lado do brasileiro Gilberto Gil, que a convidou para participar no espetáculo "Gilberto Gil & Amigos: Refavela 40". A cantora apresentou-se na capital alemã esta quinta-feira (19.07).

Mayra Andrade saúda o esforço do Governo de Cabo Verde na promoção da música e cultura do país, mas frisa que o foco deve estar noutras prioridades, como o combate à pobreza, educação e saneamento básico.

"Até agora, os artistas cabo-verdianos têm se defendido muito sozinhos. Eu espero que essa estratégia política seja de muito êxito e que nos ajude a nós, mas também muitos daqueles que ainda precisam mais do que nós dessa ajuda, para poderem se projetar em termos nacionais e internacionais", afirma.

"A gente é um país muito pobre. É independente há 43 anos. Então, as prioridades existem realmente - as infraestruturas, a saúde, o ensino básico, as universidades. Como artista, a gente acaba tendo este entendimento de que a cultura não é a prioridade, quando você ainda tem que botar água na casa das pessoas, saneamento, educação..."

Mayra Andrade Sängerin Cape Verde

Mayra Andrade lançará um disco novo em outubro

Caminho para o sucesso

Aos artistas que estão no começo e em busca do caminho para a internacionalização, e respondendo à pergunta deixada pelo internauta Júlio Jorge Mutapata no Facebook da DW África, Mayra Andrade deixa conselhos.

"O melhor conselho é você não se travestir no que você não é - cantar com alma, sempre com mais alma. E alguma pessoa, em algum momento, vai te estender a mão, algum palco vai se iluminar para você. Não se trair, não mentir a si próprio e nem ao público", sublinha.

Para os fãs que querem saber quais são os projetos atuais e futuros da cantora, como os internautas Adulai Candé e Desimar Kaylano Gonçalves, Mayra Andrade diz o que vem por aí.

"Eu estou terminando o disco novo, que vai ser lançado em outubro. A partir daí, a gente vai iniciar uma tourné. A gente ainda está montando a tourné, a banda será nova. O disco novo se chama 'Manga'. Estou muito feliz com este disco e acho que vai ser uma surpresa para muitas pessoas", adianta.

O último concerto da cantora cabo-verdiana ao lado de Gilberto Gil nesta digressão pela Europa será neste sábado (21.07), em Espanha.

Leia mais