Eleições: Venâncio Mondlane e Hermínio Morais lado a lado na campanha em Maputo | Moçambique | DW | 27.09.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Eleições: Venâncio Mondlane e Hermínio Morais lado a lado na campanha em Maputo

O ex-candidato da RENAMO às eleições de outubro será o porta-voz da campanha das autárquicas do atual candidato do partido, Hermínio Morais, e terá como missão projetar a imagem do Major General na reserva em Maputo.

Hermínio Morais und Venâncio Mondlane (DW/R. da Silva)

Hermínio Morais (esq.) e Venâncio Mondlane

Na corrida às autárquicas na capital moçambicana, a RENAMO, maior partido da oposição, tem a dura tarefa de projetar a figura de Hermínio Morais, politicamente desconhecido. Depois de ter sido excluído da corrida eleitoral, foi Venâncio Mondlane o homem escolhido pela RENAMO para ser o porta-voz do partido.

À DW, Venâncio Mondlane explica que este trabalho conjunto surge "no âmbito do trabalho" que já vinha sendo feito. "Para quem acompanhou a pré-campanha, estamos a trabalhar juntos, estamos a planificar juntos. O próprio manifesto é resultado de um trabalho conjunto. Este trabalho vai-se prolongar até ao fim da campanha e até ao dia da vitória", garante.

Venâncio Mondlane está consciente de que é "uma peça importante para o sucesso da RENAMO". O partido deu-me uma função específica, como deu também ao general Hermínio Morais. Portanto, nós juntos vamos fazer desta RENAMO a alternativa para a cidade de Maputo".

Renamo Sympathisanten in der Kampagne (DW/R. Da Silva)

Simpatizantes da RENAMO no arranque da campanha eleitoral

Hermínio Morais, morador do histórico bairro da Mafalala, é um homem de poucas palavras. À DW diz confiar na retórica de Venâncio Mondlane para projetar a sua imagem. "A assessoria de Venâncio Mondlane é muito importante porque ele tem uma vasta experiência na área política nesta cidade. A expetativa é muito grande e nós vamos ganhar a cidade de Maputo", diz.

Que projetos?

O porta-voz do candidato da RENAMO para a autarquia de Maputo, Venâncio Mondlane, até já definiu os planos para o maior município de Moçambique. Entre estes, estão a construção da "primeira galeria multifuncional de várias artes", mas não apenas: "Vamos construir pela primeira vez clínicas municipais para saúde materno-infantil em todos os distritos. É incontornável falar da gestão do lixo. Depois da tragédia de Hulene, a nossa ideia é converter o lixo em luxo, isto é, olhar o lixo como uma matéria prima, como fonte de riqueza, como fonte de renda", acrescenta.

Sempre ao lado de Venâncio Mondlane, Hermínio Morais apelou para uma campanha ordeira e prometeu vitória em Maputo. "Apelamos a todos os munícipes para que sejam ordeiros. Vamos fazer desta campanha uma festa, um momento de confraternização em que os moçambicanos têm um momento próprio para refletir e optar pelas mudanças nesta cidade de Maputo".

A Comissão Nacional de Eleições deverá gastar pouco mais de dez milhões de euros para as eleições municipais e gerais de 2019.

Leia mais