Donald Trump e Kim Jong Un já estão em Singapura para encontro histórico | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 10.06.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Donald Trump e Kim Jong Un já estão em Singapura para encontro histórico

A reunião dos dois líderes, marcada para a próxima terça-feira (12.06), tem como objetivo encontrar um caminho para a desnuclearização da Coreia do Norte.

Singapur: Nordkoreas Führer Kim Jong Un schüttelt die Hand des Premierministers Lee Hsien Loong (Reuters)

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, reuniu com o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong, este domingo (10.06)

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, foi o primeiro a chegar a Singapura, onde, na próxima terça-feira (12.06), se reúne com o presidente norte-americano Donald Trump, após três meses de preparativos marcados por avanços e recuos.

Poucas horas depois de ter aterrado no aeroporto de Changi – (15:00, hora local), Kim Jong Un reuniu com o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong. O encontro decorreu no escritório do primeiro-ministro, local onde os dois responsáveis foram vistos a conversar amigavelmente. Sorridente, Kim Jong Un disse a Lee Hsien Loong: "O mundo inteiro está a assistir a esta reunião histórica entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos da América e, graças ao seu sincero empenho [...], fomos capazes de concretizar e preparar o encontro".

Num comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Singapura, o primeiro-ministro elogia a decisão "audaz e admirável" de Trump e Kim de se reunirem e expressa "esperança" que a cúpula "impulsione as perspetivas de paz e estabilidade na península coreana e na região em geral".

Lee Hsien Loong deu conta ainda que o encontro custará aos cofres de Singapura cerca de 15 milhões de dólares (cerca de 12,8 milhões de euros). "É um custo que estamos dispostos a pagar. (Sediar a reunião) dá-nos publicidade. O facto de termos sido escolhidos para sediarmos o encontro, diz algo sobre as relações de Singapura com as partes, os Estados Unidos, a Coreia do Norte, e o nosso lugar na comunidade internacional", constatou.

"Ocasião única”, diz Trump

O Air Force One que transportou Donald Trump do Canadá – onde este marcou presença na cimeira do G7 – para Singapura, aterrou às 20:30, hora local. O presidente norte-americano só deve reunir com o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong, esta segunda-feira (11.06).

Na conferência de imprensa sobre os temas discutidos na cimeira do G7, que decorreu no Canadá, Donald Trump falou sobre o encontro com Kim Jong-un. O Presidente dos Estados Unidos sublinhou que o encontro de terça-feira constitui uma "ocasião única" para um acordo sobre o programa nuclear norte-coreano.  "É uma ocasião única que não se repetirá", referiu Donald Trump, dando conta que está "verdadeiramente confiante" neste encontro.

"Quanto tempo faltará para ver se os norte-coreanos são sérios ou não? Penso que talvez se perceba logo no primeiro minuto", acrescentou Donald Trump.

Leia mais