Dezenas de mortos em explosão de camião-cisterna na Tanzânia | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 10.08.2019

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Dezenas de mortos em explosão de camião-cisterna na Tanzânia

62 pessoas morreram e mais de 70 ficaram feridas na explosão de um camião-cisterna acidentado nos arredores de Morogoro, no leste da Tanzânia, indicou a polícia num novo balanço do acidente deste sábado (10.08).

"Temos a lamentar 62 mortos, 58 homens e quatro mulheres. Há ainda 72 feridos, 64 homens e oito mulheres, no hospital de Morogoro", a cerca de 200 quilómetros a oeste da capital da Tanzânia, Dar es-Salam, declarou à imprensa Liberatus Sabas, chefe das operações da polícia tanzaniana. 

As vítimas são, na maioria, condutores de moto-táxis e pessoas da zona que ocorreram ao local onde o camião se despistou para recuperar combustível.  

Segundo o governador de Morogoro, Stephen Kebwe, quando as pessoas enchiam as suas latas com combustível, um homem tentou arrancar a bateria do camião, provocando a explosão. "A região de Morogoro nunca tinha tido um desastre de tal magnitude", disse Kebwe à imprensa no local. 

"Mobilizámos todos os médicos do hospital regional de Morogoro para que os feridos possam ser atendidos. Os pacientes que já estavam lá, mas não em estado grave, foram transferidos para outros hospitais" para dar lugar às vítimas da explosão, adiantou o governador.

"Vamos parar com esse hábito", pede o Presidente

No final da manhã, a polícia anunciou a extinção do incêndio. No local, viam-se moto-táxis destruídos e carbonizados espalhados entre as árvores também marcadas pela explosão.

O Presidente John Magufuli apresentou as suas condolências aos "afetados, em particular as famílias das vítimas" e disse rezar para que "os feridos se restabeleçam rapidamente". Num comunicado, o chefe de Estado declarou-se ainda "muito chocado por as pessoas se precipitarem sobre veículos acidentados para pilhar a sua carga". "Vamos parar com esse hábito, por favor", pediu Magufuli. 

Este tipo de tragédia não é incomum em África. No início de julho, no centro da Nigéria, pelo menos 45 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas quando a população saqueou um camião-cisterna acidentado, que acabou por explodir.

Em 2016, mais de 100 pessoas morreram na explosão de um camião-cisterna na localidade de Caphirizadje, na província moçambicana de Tete.

Artigo atualizado a 10 de agosto às 18h30 (CET).

Leia mais