Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Democracia em Angola

O sistema político em Angola é presidencialista e multipartidário.

No fim de 1990, o partido no poder em Angola, o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), decidiu abandonar a doutrina marxista-leninista e mudar o regime para um sistema de democracia multipartidária e uma economia de mercado. As primeiras eleições democráticas aconteceram em 1992, das quais o MPLA saiu vencedor. Não aceitando os resultados destas eleições, a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) retomou a guerra, participando em simultâneo no sistema político. O fim da guerra civil em 2002 trouxe a esperança de que o advento da paz contribuiria para um maior pluralismo democrático e mais liberdade para os cidadãos. Para rankings como o Índice de Democracia ou o Índice Ibrahim de Governança Africana, Angola é classificada como um "regime autoritário" e como uma das nações menos democráticas do mundo. Angola também é considerada um dos estados mais corruptos do mundo pela Transparência Internacional. No entanto, registaram-se alguns avanços desde a eleição de João Lourenço em 2017. O sistema político em Angola é presidencialista. O Poder Judiciário é independente do executivo e legislativo.

Ver mais