Decisão da CAF aplaudida por comentador e criticada por adeptos tunisinos | NOTÍCIAS | DW | 06.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Decisão da CAF aplaudida por comentador e criticada por adeptos tunisinos

Comité Executivo da CAF decidiu repetir, num campo neutro, a final da Liga dos Campeões do continente africano entre Espérance de Tunis, da Tunísia, e o Wydad Casablanca, do Marrocos.

Jardel Andrade, comentarista desportivo angolano considera positiva a decisão da Confederação Africana de Futebol (CAF) de repetir num campo neutro, a final da Liga dos Campeões do continente, entre Espérance de Tunis, da Tunísia, e o Wydad Casablanca, do Marrocos, cujo jogo de segunda volta da decisão foi disputado na última sexta-feira.

A equipa tunisina levava a melhor por 1-0, quando os visitantes igualaram a partida aos últimos 14 minutos do jogo, mas a equipa de arbitragem anulou o golo.

Segundo a agência EFE, havia possibilidade de revisão do golo no Vídeo Árbitro (VAR), mas os aparelhos para que fossem visionadas as imagens, não estavam funcionar, o que gerou revolta entre jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes do Wydad Casablanca e a posterior saída do campo, o que fez a arbitragem terminar a partida.

Nesta quarta-feira (05.06), o Comité Executivo da CAF, reunido em Paris, França, onde acontece o Congresso da FIFA, considerou que não havia condições necessárias de organização e segurança para a partida.

O Espérance terá que devolver a taça e entrar em campo novamente, de acordo com a decisão da CAF.A data para a nova partida ainda não foi definida, embora tenha se determinado que vai acontecer após a disputa do Campeonato Africano de Nações (CAN), que começa a ser disputado no dia 21 deste mês no Egito.O resultado da primeira partida, disputada no Marrocos, que terminou empatada em 1 a 1, de acordo com a Confederação Africana de Futebol.

Um historial de anti- jogos

Em entrevista à DW África, o comentador desportivo angolano Jardel Andrade afirma que equipa tunisina tem um historial de anti- jogos em partidas decisivas realizadas no seu terreno.

Ouvir o áudio 02:28

Decisão da CAF criticada por adeptos tunisinos

Jardel lembra que na época passada registaram-se casos semelhantes ao do jogo da semana passada, quando o Esperance de Tunis eliminou a equipa angolana, 1° de Agosto, no desafio da segunda mão das meias-finais da Liga dos Clubes Campeões Africanos.

"O Espérance de Tunis que é o principal causador desta quezília é já uma equipa reincidente neste tipo de situações, estamos bem recordados que na meia-final da temporada passada, o que aconteceu se não é coincidência, é algo muito semelhante contra o 1. de Agosto. Geralmente quando os jogos da segunda mão das ligas africanas é em Tunis, o Esperance faz sempre das suas, utilizando os adeptos para atitudes menos boas.

Adeptos protestam a decisão

Entretanto, vários adeptos dos dois clubes protestaram em frente do hotel onde decorreu a reunião da CAF em Paris.

Khaled Abichou que apoia Espérance de Tunis critica a decisão do órgão que gere o futebol africano e afirma que o seu clube não deve repetir a partida.

African Champions League Finale | ES Tunis vs Wydad Casablanca

Wydad Casablanca empatou a partida no últimos minutos do jogo

"Não estamos felizes porque nas regras da FIFA, o árbitro decidiu e disse que o Esperance é o campeão, e é isso. É assim. Não vamos jogar a partida novamente ou assistir a outros vídeos.''

Nabil Aoujil, um dos torcedores da equipa marroquina, disse que quer que o jogo se repita em qualquer estádio e que haja um digno vencedor.

" Não somos ladrões. Não queremos vencer a a Liga dos Campeões dessa forma. Se tivermos que jogar novamente na Argélia, vamos fazê-lo. Com árbitros europeus, seja na Argélia, em Dubai ou em França. Com regras reais, com árbitros reais sem pessoas corrompidas, é tudo o que queremos.”

Segundo o especialista em questões de futebol, a CAF também tem culpa nos incidentes que ocorreram em Tunis.

"A CAF tem a sua quota de erro neste sentido, deveria realizar as finais em uma só mão, imitando a UEFA, que tem realizado finais numa única mão e tem tido sucesso. As competições da UEFA ao nível de clubes, são as melhores do mundo, e são exemplos a seguir. Mas infelizmente não tem acontecido isso em África, se continuar assim, vamos ter sempre situações do género".

 

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados