Covid-19: Moçambique ultrapassa as 800 infeções | Moçambique | DW | 26.06.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Covid-19: Moçambique ultrapassa as 800 infeções

Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais 28 infeções pelo novo coronavírus. Ao todo, segundo o Ministério da Saúde, já foram registados 816 casos positivos e cinco óbitos.

Dos novos doentes, 27 são moçambicanos e um é sul-africano, disse a diretora nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene, falando durante a conferência de imprensa de atualização de dados sobre a pandemia no Ministério da Saúde, em Maputo.

Os novos casos estão distribuídos pelas províncias de Cabo Delgado (16), Nampula (08), Niassa (03) e Sofala (01).

Os doentes encontram-se em isolamento domiciliar e decorre o processo de identificação dos seus contactos.

Focos em Nampula e Cabo Delgado

Das 816 infeções registadas em Moçambique, 746 são de transmissão local e 70 são importadas, enquanto 223 são dados como recuperados. O país tem 586 casos ativos, dos quais oito estão internados, avançou ainda a diretora de saúde.

As províncias de Nampula e Cabo Delgado, no norte de Moçambique, são as que registam o maior número de infeções pelo novo coronavírus, com 235 e 145 casos, respetivamente.

Assistir ao vídeo 01:46

Moçambique: Covid-19 provoca prejuízos a pequenos agricultores em Chókwè

As autoridades de saúde anunciaram ainda o óbito de uma pessoa que era dada como recuperada da infeção pelo novo coronavírus, considerando que a vítima morreu de outras doenças. Segundo as autoridades, o homem, de 88 anos, deu entrada numa unidade sanitária no dia 15, tendo sido feitos os testes nos dias 22 e 24, com resultados negativos.

"Fizemos dois testes e deram negativo e, segundo a definição da Organização Mundial da Saúde, já estava recuperado", disse Rosa Marlene.

Este é segundo caso em que um indivíduo que esteve infetado pelo novo coronavírus morre devido a doenças associadas, segundo as autoridades moçambicanas.

Desde o anúncio do primeiro caso de Covid-19 em Moçambique, a 22 de março, o país realizou 27.123 testes de casos suspeitos, tendo rastreado mais de 1 milhão de pessoas. Foram colocadas em quarentena domiciliária 20.264 pessoas suspeitas de Covid-19 e 2.337 continuam a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde.

Assistir ao vídeo 02:52

Moçambique: Jovens agricultores lançam "Quarentena sem fome"

Leia mais