Covid-19: Cabo Verde regista novo caso na ilha da Boa Vista | Cabo Verde | DW | 29.03.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

Covid-19: Cabo Verde regista novo caso na ilha da Boa Vista

Novo paciente infetado é funcionário de um hotel onde surgiu o primeiro caso da doença no arquipélago. Estado de emergência entrou em vigor à meia-noite deste domingo (29.03). País regista seis casos da doença.

Praia de Chaves, ilha da Boa Vista, Cabo Verde

Praia de Chaves, ilha da Boa Vista, Cabo Verde

O número de casos positivos da Covid-19 em Cabo Verde subiu para seis, anunciou este sábado (28.03) o ministro da Saúde cabo-verdiano, Arlindo do Rosário. O novo caso foi registado num hotel da ilha da Boa Vista, onde turistas estão em quarentena há mais de uma semana. 

"Da ilha da Boa Vista foram analisadas três amostras, confirmando-se um caso", disse. Trata-se de um cabo-verdiano, funcionário do hotel onde surgiu o primeiro caso positivo em Cabo Verde. O primeiro infetado no arquipélago foi um cidadão inglês de 62 anos que acabou por morrer na segunda-feira (23.03). 

Nas últimas 24 horas, foram analisadas 13 amostras de casos suspeitos referentes à cidade da Praia, das quais 11 deram resultado negativo e duas foram "inconclusivas e terão de ser repetidas".

Na cidade da Praia, estão confirmados dois casos, um importado e o outro o primeiro caso de transmissão local no país. O marido, cabo-verdiano, de 43 anos e residente na Praia, tinha regressado a Cabo Verde em 18 de março, proveniente de França num voo através de Lisboa, tendo ficado em isolamento. 

A mulher, de 41 anos e igualmente residente na Praia, foi posteriormente confirmada com a Covid-19, aguardando-se o resultado das análises às várias pessoas com que contactou nos últimos dias. 

Estado de emergência

O Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, declarou este sábado (28.03) a situação de emergência no país por 20 dias, uma medida tomada pela primeira vez na história do país para intensificar o combate ao novo coronavírus. 

Jorge Carlos Fonseca justificou a medida para a defesa dos interesses e valores fundamentais do país e da comunidade e para dar meios legítimos às autoridades para um combate mais eficaz à pandemia.

"Perante dificuldades aparentemente insuperáveis, as nossa respostas têm se caracterizado pela capacidade de colocar o interesse das pessoas e da colectividade acima de quaisquer outros, ainda que considerados legítimos", defendeu Jorge Carlos Fonseca. 

Todas as ligações interilhas estão suspensas no país para travar a progressão da pandemia no arquipélago, entre outras medidas restritivas. 

A pedido do Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, o Parlamento autorizou na sexta-feira (27.03) ao final do dia a declaração de estado de emergência no país, que entrou em vigor à meia-noite deste domingo. 

Leia mais