Congresso do MDM: Próximo presidente poderá ser eleito ainda este sábado | NOTÍCIAS | DW | 04.12.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Congresso do MDM: Próximo presidente poderá ser eleito ainda este sábado

Decorre na cidade da Beira, centro de Moçambique, o terceiro congresso do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), terceira força política de Moçambique.

O congresso arrancou nesta sexta-feira(03.12). Entretanto, uma suposta presença na sala de pelo menos 45 supostos delegados infiltrados, forçou ontem a interrupção dos trabalhos.

E de acordo com a porta-voz do Congresso do partido, Judite Macuacua, problema ficou ultrapassado depois de uma triagem feita nas listas dos presentes.

Judite Macuacua garante que não se tratou de delegados infiltrados mas sim "membros vindos das províncias que queriam assistir o congresso”.

E para colmatar o problema, disse a porta-voz do congresso que "os mesmos foram aconselhados a assistir tos trabalhos da sessão do lado de fora da sala”. 

Eleição do futuro presidente

O ponto mais alto desta reunião de quadros do MDM será a eleição do novo presidente desta formação política em substituição do então líder do partido – Daviz Simango, falecido em fevereiro passado, vítima de doença.

Segundo Judite Macuacua, que falava à imprensa na cidade da Beira, no princípio da noite deste sábado, escolha do novo líder do "Galo” este sábado (04.12).

Para Macuacua, todos os delegados do partido que estão reunidos na cidade da Beira, estão expectantes para escolher o próximo presidente daquela formação política.

Concorrem à presidência do MDM três candidatos, nomeadamente, Lutero Simango – irmão do falecido Daviz Simango, José Manuel Domingos, atual secretário-geral do partido e Silvério Ronguane, membro da comissão política do partido.

"Todos estes candidatos são quadros do MDM e todos trabalharam lado a lado com Daviz Simango”, disse Judite Macuacua, afiançando que "quem vencer a corrida presidencial conseguirá levar o partido do "Galo” avante.

Em atualização

Assistir ao vídeo 01:25

Moçambique: "Não vamos esquecer Simango"