Comissão Política da FRELIMO condena ataques em Cabo Delgado | Moçambique | DW | 14.06.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Comissão Política da FRELIMO condena ataques em Cabo Delgado

Comissão Política da Frente de Libertação de Moçambique condenou os ataques na província do norte do país e defendeu o "desmantelamento" dos grupos responsáveis. Partido pede também consenso sobre descentralização.

Em comunicado divulgado na quarta-feira (13.06), em Maputo, a Comissão Política da FRELIMO descreveu os membros dos referidos grupos como "malfeitores", exortando as Forças de Defesa e Segurança moçambicanas (FDS) a agirem de forma "enérgica".

"A Comissão Política condena veementemente os ataques dos malfeitores e os atos de oportunismo que, usando vários meios, manipulam a opinião pública com o objetivo de criar pânico e exorta as populações a manterem-se serenas e a agudizarem a vigilância", diz a nota.

Alguns distritos da província de Cabo Delgado têm sido palco de ataques armados, desde outubro do ano passado. Nas últimas semanas, mais de 20 pessoas foram assassinadas, incluindo algumas decapitadas, e dezenas de casas incendiadas durante os ataques.

O distrito de Palma, um dos atingidos pela violência, vai ser a base das multinacionais que se preparam para realizar avultados investimentos na exploração de gás natural.

Mosambik, Macomia: Mucojo village had houses destroyed by armed groups

Casas destruídas por grupos armados na aldeia de Mucojo, distrito de Macomia.

Consensos com vista à paz

No mesmo comunicado, aquele órgão de direção do partido no poder em Moçambique apelou à bancada da FRELIMO na Assembleia da República para se empenhar na obtenção de consensos com a oposição em torno do pacote legislativo sobre a descentralização do país, durante a sessão extraordinária agendada para a próxima semana.

"A Comissão Política encoraja a bancada da FRELIMO a prosseguir firme na busca de consensos para a viabilização da revisão do pacote legislativo sobre a descentralização com vista ao alcance da Paz efetiva e duradoura", lê-se no documento.

Leia mais