Coligação conservadora de Merkel escolhe candidato a chanceler | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 20.04.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Coligação conservadora de Merkel escolhe candidato a chanceler

Centrista Armin Laschet é o candidato dos conservadores à sucessão de Angela Merkel após a desistência de Markus Söder. Político da CDU terá de unir coalizão de centro-direita para as legislativas de setembro.

Deutschland PK Armin Laschet Kanzlerkandidaten Union

Armin Laschet, candidato da CDU-CSU

Desde meados de janeiro, o governador do estado da Renânia do Norte-Vestefália, Armin Laschet, lidera a União Democrata Cristã (CDU), partido da chanceler federal Angela Merkel. O político de 60 anos tem agora o desafio de disputar a chancelaria pelo campo conservador nas eleições legislativas de setembro.

Foram 10 dias de intensa disputa com Markus Söder, da União Social-Cristã da Baviera (CSU), que decidiu retirar a sua candidatura esta terça-feira (20.04). O comité executivo federal dos democratas-cristãos votou a favor de Laschet com maioria de 77,5 %. Sondagens, no entanto, previam muito menos apoio a Laschet do que a Söder.

Representando uma "CDU centrista", nos últimos dias, o candidato da coalizão conservadora foi reconhecido pelo espírito de luta.  Procurou conversar e esclarecer seus posicionamentos, tanto ao oponente Markus Söder como aos outros correligionários da CDU.

Deutschland Markus Söder

Söder retirou-se da disputa

Parceiro de confiança

Quando o congresso da CDU elegeu Laschet como líder do partido, em janeiro de 2021, muitos viram-no como uma garantia de sequência ao legado de Merkel. Laschet, um dos cinco vice-presidentes federais da CDU desde 2012, tem sido sempre um parceiro de confiança das presidentes do partido - Angela Merkel (até 2018) e Annegret Kramp-Karrenbauer (2018-2020).

Faltando cinco meses para as eleições, os Verdes já escolheram a sua candidata à chancelaria, Annalena Baerbock, de 40 anos. O SPD também já tem o seu candidato à chancelaria, Olaf Scholz.

Depois de se afirmar contra Söder, Laschet deverá trabalhar para unir os conservadores e fortalecer a coalizão. Para conseguir isto, terá de buscar uma forma de envolver a CSU em torno do seu nome. Nas últimas semanas, os conservadores bávaros defenderam ao extremo o nome de Söder na coalizão, numa campanha em que todos os elogios a Söder soavam como críticas a Laschet.

Deutschland CDU | Annegret Kramp-Karrenbauer & Angela Merkel

Laschet tem confiança das últimas presidentes da CDU

O que esperar de Laschet

Tendo crescido na região de fronteira com a Bélgica e licenciado-se em Direito, Armin Laschet foi membro da Câmara Municipal de Aachen, do Parlamento da Alemanha (Bundestag), do Parlamento Europeu e do Legislativo do Estado da Renânia do Norte-Vestefália.

O governador da Renânia do Norte-Vestfália é advoga pelas relações culturais franco-alemãs, mantendo contatos com lideranças políticas em Paris.

Sobre as relações transatlânticas, Laschet - que passou alguns dias nos Estados Unidos em 2019 - tem certamente algum trabalho de recuperação a fazer. "Armin Laschet é um político que traz consigo todos os pré-requisitos para ter os mais altos cargos do partido e do estado, mesmo a nível nacional", tem sido dito há muitas semanas na página inicial da Fundação Konrad Adenauer, vinculada à CDU.

Laschet terá de convencer os eleitores disto. "Um Governador que administra com sucesso um estado de 18 milhões de pessoas também pode ser chanceler", ele gosta de afirmar.

Assistir ao vídeo 04:29

Alemanha: "Escândalo das máscaras" pode prejudicar partido de Merkel nas urnas?

Leia mais