Ciclone Idai: Número de mortos sobe para 602 | Moçambique | DW | 06.04.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Ciclone Idai: Número de mortos sobe para 602

Aumentou também o número de pessoas afetadas. Estão a necessitar de assistência humanitária, neste momento, mais de 1,5 milhões de pessoas. Entretanto, a cólera fez já cinco mortos na Beira, Dondo e Nhamatanda.

A contagem oficial de mortes provocadas pelo ciclone Idai em Moçambique subiu, este sábado (06.04), para 602, assim como o número de pessoas afetadas que é já superior a 1,5 milhões.

O número de mortes permanecia inalterado desde terça-feira (02.04). Os dados do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) indicam também que o número de feridos mantém-se em 1.641.

Ao nível da assistência humanitária, os números registaram um ligeiro aumento: há, neste momento, 142.327 pessoas em centros de acomodação, 85% das quais na província de Sofala, a mais afetada pelo ciclone.

Outros números continuam a subir: a contagem oficial indica que há 3.359 salas de aula danificadas e 263.181 alunos afetados. O número de habitações totalmente destruídas (a maioria de construção precária) subiu para 111.163 e há 112.735 casas parcialmente danificadas.

Assistir ao vídeo 00:56

Campanha de vacinação contra a cólera arranca na Beira

Cólera: cinco óbitos

Entretanto, esta sexta-feira (05.04), as autoridades de saúde moçambicanas elevaram para cinco o total de mortes provocadas pelo surto de cólera que se seguiu ao ciclone Idai. As duas primeiras mortes tinham sido registadas na última semana nos distritos de Beira e Dondo, uma terceira foi anunciada, esta sexta-feira, no distrito de Nhamatanda, zona oeste da província de Sofala, a que se juntaram mais duas, novamente na Beira e Dondo.

O surto já infetou 2.424 pessoas, segundo os registos de entrada nas unidades de saúde, sendo que 95% dos doentes já tiveram alta, ou seja, permanecem 105 casos por resolver. Pelo menos 217.365 pessoas já foram vacinadas contra a doença no âmbito da campanha que arrancou na quarta-feira (03.04).

O número de pessoas vacinadas representa 26% do objetivo total.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados