Ciclone Idai: Autoridades garantem ações contra doenças epidémicas | Moçambique | DW | 01.04.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Ciclone Idai: Autoridades garantem ações contra doenças epidémicas

Cerca de 90% dos casos de cólera detetados depois do ciclone Idai foram tratados com sucesso, informa o Ministério da Saúde. Água de bairros problemáticos está a ser analisada e campanha de sensibilização está em curso.

default

Doente com cólera a ser transportada num centro de reassentamento na Beira, Moçambique

Segundo o Ministério da Saúde (MISAU), foram detetados até ao momento 1.052 casos de cólera, dos quais 949 já tratados, 102 continuam internados e um óbito. O diretor nacional de Assistência Médica, Hussene Isse, afirma que "esta resposta da primeira semana é positiva, se olharmos para a nossa capacidade de gestão e tratamento de casos em cerca de 90%".

Na tarde desta segunda-feira (01.04.), a instituição fez a atualização da situação na província central de Sofala, a mais afetada pelo Ciclone Idai, que atingiu o centro de Moçambique a 14 de março.

Mosambik, Beira - Ärzte ohne Grenzen helfen bezügl. Zyklon Idai

Ativista presta assistência a uma criança com uma doença respiratória

Reforço da capacidade hospitalar

Segundo o comunicado, estão em funcionamento 9 centros de tratamento de diarreias e 12 hospitais de campanha distribuídos pela cidade da Beira, distritos de Nhamatanda, Dondo e Buzi. Dos hospitais de campanha, 7 contemplam cuidados de saúde primários e maternidade, enquanto que 5 estão instalados no Hospital Central da Beira, no Centro de Saúde da Ponta Gêa, no Centro de Saúde do Dando, Hospital Rural de Nhamatanda e Hospital Rural de Búzi. Eles agregam serviços de urgência, laboratório, sala de operações e internamentos.

E no Hospital Central da Beira, a maior unidade hospitalar da província, a unidade móvel lá instalada tem capacidade de internamento para 20 pessoas e com 50 médicos disponíveis. Hussene Isse explica que "o hospital de campanha vai funcionar com todos os requisitos de um hospital, com serviços de urgência, laboratório completo, internamento e sala de operação".

Médicos nacionais e estrangeiros de diferentes especialidades vão trabalhar durante seis meses nessa unidade. De acordo com o diretor nacional de Assistência Médica no MISAU, o hospital móvel tem um sistema de fornecimento de água e de energia próprio: "Temos capacidade para responder aos serviços de urgência para a cidade da Beira e temos em carteira a implantação de outros".

Mosambik, Beira - Ärzte ohne Grenzen helfen bezügl. Zyklon Idai (Médecins Sans Frontières)

Redes mosquiteiras para evitar a malária estão disponíveis num centro de trânsito na cidade da Beira

Água está a ser analisada

No âmbito de ações de prevenção e de controlo da cólera, equipas do Ministério da Saúde e parceiros continuam a colher amostras de fontes de água em bairros que tenham apresentado casos de cólera, e ainda em conjunto com outros setores do Governo estão a ser realizadas ações de saneamento, educação e mobilização das comunidades, assim como a distribuição de água potável e de Certeza, um produto para a purificação de água.

De acordo com dados atualizados nesta segunda-feira (01.04) pelas autoridades, o número de mortos no contexto do Ciclone Idai subiu para 518. 

 

Leia mais