Centenas de estudantes nigerianos desaparecidos após ataque | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 13.12.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Centenas de estudantes nigerianos desaparecidos após ataque

Homens armados invadiram uma escola no noroeste da Nigéria e sequestraram pelo menos 400 alunos. Ataque é atribuído a criminosos conhecidos por sequestrar pessoas para obter resgate.

Escola Secundária de Ciências do Governo em Kankara, Nigéria

Criminosos atacaram a Escola Secundária de Ciências do Governo em Kankara, no noroeste da Nigéria

Centenas de estudantes nigerianos estão desaparecidos depois de homens armados terem atacado uma escola secundária no Estado de Katsina, no noroeste do país, anunciou este domingo (13.12) a polícia da Nigéria.

A Escola Secundária de Ciências do Governo em Kankara foi atacada na sexta-feira (11.12) à noite por um grupo de homens que dispararam com armas "AK-47", afirmou o porta-voz da polícia de Katsina, Gambo Isah, em comunicado.

Cerca de 400 estudantes estão desaparecidos. Estima-se que a escola tenha mais de 600 alunos.

Assistir ao vídeo 02:50

Uma ativista na luta pelos direitos das mulheres na Nigéria

"A polícia, o exército e a força aérea nigeriana estão a trabalhar em conjunto com as autoridades escolares para determinar o número real de estudantes desaparecidos e/ou sequestrados", sublinhou.

A polícia envolveu-se em confrontos com os atacantes "num duelo de armas que deu [a alguns] alunos a oportunidade de escalar a cerca da escola e correr em busca de segurança", acrescentou Isah. "Grupos de buscas estão a trabalhar com objetivo de encontrar ou resgatar os estudantes desaparecidos."

Acredita-se que este ataque tenha sido executado por um dos vários grupos de criminosos ativos no noroeste da Nigéria. Estes grupos são conhecidos por sequestrar pessoas para obter resgate.

Um dos ataques mais graves a uma escola aconteceu em abril de 2014, quando membros do grupo 'jihadista' Boko Haram sequestraram 276 meninas do seu dormitório escolar em Chibok, no nordeste do Estado Borno. Cerca de 100 ainda estão desaparecidas.

Assistir ao vídeo 02:40

Boko Haram: Rapto de raparigas de Chibok foi há cinco anos

Leia mais