CAN 2019: A vitória da Argélia | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 20.07.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

CAN 2019: A vitória da Argélia

A equipa argelina conquistou a Taça das Nações Africanas pela segunda vez, depois de vencer o Senegal no Cairo por 1 a 0. Mais de 100 torcedores foram presos na França em distúrbios durante as comemorações da vitória.

Jogador Yacine Brahimi comemora vitória da equipa argelina

Jogador Yacine Brahimi comemora vitória da equipa argelina

Pela segunda vez na história, a Argélia conquistou a Taça das Nações Africanas (CAN). O título foi alcançado esta sexta-feira (19.07) com um golo de Baghdad Bounedjah logo aos dois minutos do jogo contra o Senegal. A partida no Estádio Nacional do Cairo terminou em 1 a 0 para a Argélia.

Os argelinos não levantavam o troféu desde 1990, quando venceram a Nigéria. Com este triunfo, a Argélia passa a contar com o mesmo número de troféus da Costa do Marfim (dois), atrás de Nigéria (três), Gana (quatro), Camarões (cinco) e do recordista Egito (sete).

No lance, Bounedjah recebeu o meia Ismaël Bennacer ainda na intermediária, avançou sozinho e, cercado de defensores, arriscou de fora da área. O jogador senegalês Salif Sané tentou bloquear, mas apenas resvalou na bola, que subiu e acabou encobrindo Alfred Gomis. O guardião apenas virou a cabeça e viu a rede balançar.

Ägypten Africa Cup of Nations 2019 | Finale Algerien gegen Senegal | Jubel

Comemoração de torcedores da Argélia perto do Arco do Triunfo, em Paris

Atrás no placar, o Senegal começou a pressionar. Aos 15 minutos do segundo tempo, o árbitro assinalou um pênalti para a seleção senegalesa, mas cancelou a marcação após consultar o VAR e constatar que Guédioura estava com a mão colada ao corpo quando encostou na bola dentro da área. 

Autor da assistência que resultou no gol do título da Copa Africana de Nações, o meia argelino Ismaël Bennacer, de 21 anos, foi eleito o melhor jogador da 32ª edição do torneio continental. Bennacer teve uma curta passagem pelo Arsenal, onde não foi aproveitado, e hoje defende o Empoli, mas está próximo de assinar com o Mialn para a próxima temporada. O guardião argelino Rais M'Bolhi foi escolhido o melhor da competição. O artilheiro do torneio foi o nigeriano Odion Ighalo, que marcou cinco golos no torneio. 

Já o Senegal continua sem vencer a CAN, tendo somado a segunda final perdida, depois de em 2002 ter sido derrotado pelos Camarões, no desempate por grandes penalidades. 

Detenções na França

Pelo menos 198 pessoas foram detidas na noite de sexta-feira para este sábado (20.07) em diversas cidades da França durante distúrbios associados às comemorações do título da Argélia na CAN. Dos 198 detidos, 177 ficaram sob custódia em delegacias, segundo o Ministério do Interior da França.

A maioria das detenções – cerca de cem – aconteceu em Paris, onde milhares de pessoas se concentraram em diversos pontos da cidade após a vitória da Argélia sobre o Senegal, em particular nos bairros de Champs-Élysées e Barbès, onde vive uma grande comunidade de origem argelina.

Na avenida Champs-Élysées, a polícia interviu usando gás lacrimogêneo. Em Barbès, algumas ruas foram literalmente ocupadas por uma multidão que assistia ao jogo em telões e em bares. Uma bandeira gigante da Argélia permanecia pendurada na manhã deste sábado no bairro.

Os torcedores também comemoraram durante boa parte da madrugada em outras cidades como Toulouse, Lille, Estrasburgo e Lyon, onde houve alguns confrontos com a polícia no bairro da Guillotière. As vitrines de algumas lojas ficaram destruídas.

Leia mais