Cabo Delgado: Tropas ruandesas cientes dos riscos de represálias de terroristas | Moçambique | DW | 29.07.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Cabo Delgado: Tropas ruandesas cientes dos riscos de represálias de terroristas

As tropas ruandesas garantem que estão prontas para correr riscos de retaliação dos terroristas que agem no norte de Moçambique em nome dos seus valores de proteção aos civis.

Militares ruandeses destacados para Cabo Delgado, Moçambique

Militares ruandeses destacados para Cabo Delgado, Moçambique

O porta-voz das Forças de Defesa do Ruanda, coronel Ronald Rwivanga, acalmou as preocupações dos ruandeses, e não só, sobre uma eventual retaliação por parte dos terroristas na província moçambicana de Cabo Delgado, informou esta quinta-feira (29.07) o diário ruandês The New Times. 

"Sobre o medo de represálias, estamos prontos para isso", garantiu numa conferência de imprensa conjunta com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Vincent Biruta.

Rwivanga disse que as tropas sabiam que havia a possibilidade de serem alvos, mas garantiu que estão prontas para correr esse risco em nome da proteção aos civis.

"Nós nos comprometemos a proteger os civis onde quer que estejam. Isso é algo que decidimos como Governo", afirmou o coronel Rwivanga, citado pelo The New Times.

Ruanda Kigali-Änderung Montrealer Protokoll zu Fluorkohlenwasserstoffen

Vincent Biruta, ministro dos Negócios Estrangeiros do Ruanda

Avanços e material recuperado

Citando o exemplo da República Centro-Africana (RCA), que as tropas ruandesas ajudaram a pacificar, o militar referiu que a decisão do Governo é que sempre que houver civis em risco, participará através de acordos bilaterais ou da ONU.

Desde 24 de julho, as tropas ruandesas têm participado em operações contra a insurgência em Cabo Delgado. As forças ruandesas já estarão a ganhar terreno, recuperando algumas regiões em Cabo Delgado antes controladas por terroristas.

Segundo o The New Times, Awasse, um dos focos de atividades terroristas, perdeu mais de 11 atacantes. A região faz fronteira com os distritos de Mocímboa da Praia e Mueda.

As forças ruandesas terão também recuperado vários tipos de equipamento, incluindo pequenas metralhadoras, metralhadoras médias, RPG, pistolas e uma variedade de medicamentos, diz ainda o jornal ruandês.

"Até agora, não tivemos grandes baixas, exceto um pequeno ferimento, e ele também está a recuperar", informou o coronel Rwivanga.

Assistir ao vídeo 02:26

A vida dos deslocados no maior centro de reassentamento de Nampula

Leia mais