Cabo Delgado: Governador garante que região de Ancuabe atacada já está segura | Moçambique | DW | 08.06.2022

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Cabo Delgado: Governador garante que região de Ancuabe atacada já está segura

Em declarações, esta quarta-feira (08.06), governador da província de Cabo Delgado, Valige Tauabo, apelou à população do distrito atacado no domingo, e que está a viver ao relento, para que regresse às suas casas.

O governador da província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, apelou, esta quarta-feira (08.06), à população do distrito de Ancuabe para regressar às suas casas, garantindo que as forças governamentais têm a situação controlada, depois do ataque armado de domingo (05.08). 

"Não fiquem neste sítio público, onde as crianças e mesmo os adultos podem ficar doentes, devido ao frio, vamos para as nossas casas", disse Valige Tauabo, falando com famílias que desde domingo vivem ao relento na vila de Metoro, que está a 27 quilómetros de Ancuabe, depois de uma "incursão dos terroristas". 

Valige Tauabo afirmou que as Forças de Defesa e Segurança controlam as aldeias do distrito alvo de uma investida por um grupo armado no domingo.  

Na vila de Metoro, o governante e sua comitiva não encontraram famílias de Nanduli, a aldeia que foi diretamente visada pelos atacantes, mas assegurou que o local está sob controlo das forças governamentais.  

"Cabo Delgado tornou-se uma negação do Estado de Direito"

Valige Tauabo disse que está em curso um trabalho para a localização dos habitantes de Nanduli visando a organização do seu regresso à aldeia ou realojamento numa outra zona. 

Tauabo disse compreender o ambiente de medo da população do distrito de Ancuabe, devido ao terror provocado pela ação dos grupos armados de Cabo Delgado, apesar de nem todas as zonas da província estarem sob ataque.  

Para encorajar a população de Ancuabe a regressar, o governador e comitiva levaram nas suas viaturas protocolares mulheres e crianças para as suas casas no distrito alvo do recente ataque, em que pelo menos um pessoa morreu. 

Nanduli fica cerca de 40 quilómetros a nordeste da vila sede de Ancuabe, já no limite com o distrito de Quissanga. 

Outros distritos da zona centro e sul da província, como Macomia e Meluco, têm sofrido mais ataques à população desde o início do ano.

Leia mais