Cabo Delgado: Autoridades desmentem presença de forças da SADC | Moçambique | DW | 22.07.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Cabo Delgado: Autoridades desmentem presença de forças da SADC

O Ministério da Defesa esclareceu esta quinta-feira à noite que os homens que chegaram a Cabo Delgado recentemente são só integrantes de uma equipa de avanço.

USA Mosambik Militärübungen der US Marine vor Mosambik

Militares dos EUA treinam fuzileiros moçambicanos na base militar de Pemba (Foto ilustrativa)

Notícias postas a circular em Moçambique nesta quinta-feira (21.07) davam conta da chegada de tropas da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) a província nortenha de Cabo Delgado para apoiarem as autoridades moçambicanas a combater os terroristas que desde finais de 2017 atacam a província. 

Mas ao final do dia, o porta-voz do Ministério da Defesa, Omar Saranga, esclareceu durante uma conferência de imprensa que os homens vistos a desembarcar em Cabo Delgado recentemente são só integrantes de uma equipa de avanço.

As tropas da SADC eram esperadas a 15 de julho, o que não aconteceu, mas as autoridades garantem estar para breve. Saranga afirma que o país se está a preparar para receber a missão. 

Uma das razões apontadas para o atraso era a não conclusão de detalhes finais em relação a um acordo com Maputo sobre o envio da força. Algumas fontes referem também que faltava acertar pormenores logísticos. 

Grupos armados aterrorizam a província de Cabo Delgado, sendo alguns ataques reclamados pelo grupo Estado Islâmico. Há mais de 2.800 mortes, segundo o projeto de registo de conflitos ACLED, e 732.000 deslocados, de acordo com as Nações Unidas. 

Assistir ao vídeo 05:02

Violência em Moçambique: A irrelevância do discurso de desenvolvimento?

Leia mais