Bundesliga: As próximas 24 horas serão decisivas | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 05.05.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Bundesliga: As próximas 24 horas serão decisivas

O principal campeonato de futebol na Alemanha está suspenso desde 13 de março. A Liga Alemã apresentou um plano de regresso à competição, que será discutido na quarta-feira pelo Governo federal e pelos líderes regionais.

Depois de vários adiamentos, haverá finalmente uma decisão sobre o regresso ou não da Bundesliga. O plano de segurança da Liga Alemã está apresentado. Resta à chanceler Angela Merkel debater o plano com os estados federados e anunciar a decisão para o futebol profissional.

Num país onde se regista mais de 160 mil casos positivos de Covid-19 (a Alemanha é o quinto país com o maior número de infetados confirmados em todo o mundo), a precaução é a palavra-chave num possível regresso do futebol.

Sinal verde político

O ministro alemão do Interior, responsável pela pasta do Desporto, afirma que o Governo concorda com o regresso da Bundesliga já durante o mês de maio.

Horst Seehofer (CSU) Bundesinnenminister

Ministro alemão Horst Seehofer (CSU)

Horst Seehofer elogia o plano desenhado pela Liga Alemã de Futebol (DFL), que inclui jogos à porta fechada dos dois primeiros escalões e a obrigatoriedade da realização de testes de despiste à Covid-19 a futebolistas e equipas técnicas de três em três dias. 

"Se existir um caso de infeção, todos nesse clube, e possivelmente o adversário contra quem jogou, terão de ficar em quarentena durante duas semanas. Isto requer disciplina e prevenção", afirmou Seehofer ao jornal "Bild".

O Ministério do Trabalho também já tinha dado um parecer positivo ao regresso, e já há várias equipas a trabalhar no relvado - é o caso do Bayern Munique, Eintracht Frankfurt, Wolfsburgo, Leipzig e Borussia Dortmund. A nove jornadas do fim, o Bayern Munique lidera com quatro pontos de avanço sobre o Borussia Dortmund e cinco sobre o Leipzig. 

Polémica de Kalou

O regresso aos treinos na Alemanha veio, como seria de esperar, acompanhado de várias regras desenhadas pela DFL, num protocolo que todos os clubes assinaram e que todos os atletas tiveram conhecimento.

Fussball Salomon Kalou

Após polémica, Salomon Kalou está suspenso até ordem em contrário

É aqui que surge uma nova polémica, com o avançado costa-marfinense Salomon Kalou no centro das atenções, num vídeo partilhado pelo próprio nas redes sociais que lhe valeu uma suspensão.

Kalou surge a cumprimentar colegas de equipa e membros do staff sem respeitar a distância de segurança, entre outras medidas. O avançado de 34 anos cumprimenta toda a gente com apertos de mão e chega mesmo a interromper o teste de um companheiro.

As imagens já foram apagadas, mas o comportamento do jogador do Hertha Berlim foi considerado inaceitável por parte da DFL, que salientou a necesidade de todos

compreenderem a gravidade da situação. 

O clube da capital já anunciou a suspensão de Kalou por tempo indeterminado. O atleta está desta forma impedido de participar em treinos e jogos até informação contrária.

Deutschland Bundesliga | FC Bayern trainiert in Kleingruppen

Treinos em pequenos grupos no Bayern Munique em plena pandemia

Casos positivos no regresso aos treinos

A maioria das equipas da Bundesliga retomou os treinos no final de março e início de abril.

Os testes nos centros desportivos são recorrentes e há uma equipa que regista três casos positivos de Covid-19. O Colónia, equipa que joga num dos estados mais afetados pela doença, a Renânia do Norte-Vestfália, informou no site oficial que três elementos da equipa deram positivo no controlo da Covid-19, apresentando-se assintomáticos.

O clube informou de imediato que os três elementos foram colocados de quarentena durante 14 dias e que os treinos irão prosseguir.

Uma questão desportiva... mas também financeira

O regresso da liga alemã de futebol em maio parece cada vez mais próximo, depois do projeto ter recebido o apoio do Ministério do Trabalho, que o considerou "aceitável em termos de saúde e segurança no trabalho".

"A segurança dos jogadores, treinadores e todos os envolvidos na organização dos jogos pode ser amplamente garantida se o conceito for totalmente implementado", disse o secretário de Estado do Ministério do Trabalho, Björn Böhning, ao grupo de média RDN.

Assistir ao vídeo 01:32

A Bundesliga uniu o amor ao futebol

O plano da DFL é "criterioso, reduz riscos e, como tal, é aceitável em termos de saúde e segurança", acrescentou Böhning.

No entanto, a decisão final caberá à chefe de Governo, a chanceler Angela Merkel, que se irá reunir esta quarta-feira (05.05) por videoconferência com as autoridades dos diversos estados federados.

Com a ameaça de falência que paira sobre vários emblemas da Bundesliga, o dono do Borussia Dortmund, Hans-Joachim Watzke, já alertou em declarações à emissora pública ZDF que os clubes alemães estão "prestes a perder 750 milhões de euros" se a época 2019/20 não terminar.

Portugal: Liga volta em junho

O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, anunciaram o regresso da Liga Portugal para o final do mês de maio.

Portugal Antonia Costa | Corona-Pandemie

Primeiro-ministro português, António Costa (PS)

O Executivo deu aval ao retorno do principal campeonato português depois da Direção-Geral de Saúde (DGS) ter aprovado o plano de segurança apresentado pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

"A 30 e 31 de maio, vamos iniciar a conclusão da I Liga, sendo que este cenário está sujeito à aprovação pela Direção-Geral de Saúde do Protocolo Sanitário, que foi apresentado pela Liga de Futebol Profissional e está condicionado à avaliação de que estádios possam cumprir as condições indispensáveis para receber as partidas. Os jogos serão disputados à porta fechada, tanto nos jogos da I Liga ou na final da Taça de Portugal", anunciou António Costa.

Após reunião com os três dirigentes máximos dos maiores clubes portugueses (Sport Lisboa e Benfica, Sporting Clube de Portugal e Futebol Clube do Porto), ficou delineado um plano de prevenção contra a Covid-19. A possibilidade de se jogar as restantes dez jornadas da Liga numa região mais confinada e, consequentemente, em menos estádios, permitiu que o plano de regresso se enquadrasse na avaliação de risco.

A Taça de Portugal também irá regressar, sendo que falta apenas realizar a final, que será disputada entre o campeão nacional, Sport Lisboa e Benfica e o Futebol Clube do Porto, atual líder isolado do campeonato. A II divisão e as restantes foram canceladas, com o primeiro-ministro, António Costa, a remeter uma explicação para mais tarde.

Fußball UEFA Champions League PSG vs Galatasaray

PSG ganha mais cedo o campeonato francês, cancelado por caso da Covid-19

França

É a primeira competição entre as "big-five" a fazê-lo: a época 2019/20 foi cancelada depois de o primeiro-ministro Édouard Philippe ter anunciado que as medidas de progressivo desconfinamento do país se extendiam para lá de 11 de maio, nomeadamente, a impossibilidade de realizar grandes manifestações até ao início de setembro - mesmo à porta fechada.

Com o campeonato cancelado, a Liga de Futebol Profissional de França atribuiu o título de campeão nacional ao líder da tabela, o PSG, sagrando-se tricampeão francês.

Holanda

Nos Países Baixos, a decisão foi a mesma que em terras gaulesas. A KNVB, federação holandesa de futebol, deu por terminada a temporada 2019/20 da primeira e segunda divisões e, pela segunda vez na História, não haverá campeão, assim como promoções e descidas à segunda divisão.

Na altura da interrupção devido à pandemia do coronavírus, Ajax e AZ Alkmaar estavam empatados na liderança do campeonato, enquanto ADO Den Haag e RKC irão manter-se na primeira divisão, apesar de estarem abaixo da linha de água. Nos dois primeiros lugares da segunda liga estavam SC Cambuur e De Graafschap, que também não irão ascender ao principal escalão.