Britânicos vão às urnas em eleições que podem definir futuro do Brexit | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 12.12.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Britânicos vão às urnas em eleições que podem definir futuro do Brexit

Reino Unido vai a votos esta quinta-feira, em eleições antecipadas para tentar desbloquear no Parlamento o impasse em torno da saída do país da União Europeia. Votação é apontada como a mais importante dos últimos anos.

Primeiro-ministro Boris Johnson deverá vencer as eleições

Primeiro-ministro Boris Johnson deverá vencer as eleições

Os principais candidatos ao Governo britânico encerraram quarta-feira (121.12), as suas campanhas eleitorais. O primeiro-ministro cessante e líder dos Conservadores, Boris Johnson, fez um apelo ao "dever nacional de encontrar todos os votos que salvem o país do desastre". Por seu turno, o líder trabalhista Jeremy Corbyn lançou um último apelo ao voto "pela esperança".

Ao discursar em Londres, Boris Johnson disse aos seus apoiantes que a "corrida está a apertar" e por isso fez um apelo: "Temos o dever nacional de, até às 22h00 desta quinta-feira, encontrar todos os votos que conseguirmos para salvar o país do desastre."

Großbritannien | Wahlkampf Jeremy Corbyn

Jeremy Corbyn promete investimentos no país

O líder dos Conservadores também falou sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), defendendo que o seu Governo será capaz de finalizar o Brexit. Johnson tenta recuperar uma maioria absoluta que lhe permita avançar com o Brexit, após meses de atraso no processo.

No seu discurso, o candidato acusou o socialista Jeremy Corbyn de querer prolongar ainda mais o Brexit. "Vamos terminar o Brexit. Outro referendo sobre o Brexit é o que Jeremy Corbyn faria. Acho que é chegou a hora de este país se unir e seguir em frente e honrar a vontade do povo britânico", frisou.

Votar numa "mudança real"

Para o candidato do Partido Trabalhista, as eleições desta quinta-feira são as mais importantes dos últimos anos. Falando num comício em Londres, depois de um périplo por todo o país, Jeremy Corbyn pediu que os cidadãos votem "por uma mudança real".

Ouvir o áudio 03:33

Eleições no Reino Unido podem definir futuro do Brexit

"É uma escolha muito clara: seguir Boris Johnson, um acordo amoroso com Donald Trump, rompendo qualquer relacionamento sério com a Europa, ou seguir o caminho trabalhista, que é a maneira responsável e adulta de negociar um acordo", apelou. Corbyn também prometeu investimentos no país "para acabar com a austeridade, redistribuindo riqueza e poder de forma inédita num Governo britânico."

Após dez anos de Governos conservadores e duras medidas de austeridade económica, o Serviço Nacional de Saúde britânico está à beira do colapso. E há uma disputa em torno dos possíveis planos de privatização desse sistema, se o Reino Unido vier a fechar um acordo comercial com os Estados Unidos após o Brexit. Planos que preocupam muitos britânicos, incluindo o líder trabalhista.

Pesquisas de intenção de voto divulgadas na noite passada apresentam o Partido Conservador do primeiro-ministro Boris Johnson como favorito, seguido pelo Partido Trabalhista liderado pelo socialista Jeremy Corbyn.

Assistir ao vídeo 02:14

Como tornar-se membro da União Europeia?

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados