Bola de Ouro: Quem foi o melhor em 2019? | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 02.12.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Bola de Ouro: Quem foi o melhor em 2019?

Messi e Ronaldo travam uma luta acesa pelo melhor do ano no futebol há mais de 10 anos, mas há outros nomes na corrida ao lado do argentino e do português, como o holandês Virgil van Dijk e o senegalês Sadio Mané.

O ex-jogador da Costa do Marfim Didier Drogba, mestre de cerimónias da edição de 2019, organizado pelo jornal France Football, vai anunciar ao final do dia desta segunda-feira (02.12) um novo vencedor ou o nome de um ilustre regular?

Em Paris, capital francesa, o português Cristiano Ronaldo está entre os candidatos à Bola de Ouro, mas o argentino Lionel Messi é o principal favorito para erguer, pela sexta vez, o troféu que distingue o melhor futebolista mundial do ano.

O avançado do FC Barcelona, que este ano já recebeu o ‘The Best' – prémio da FIFA para melhor do ano, pode conquistar a Bola de Ouro pela sexta vez, depois das conquistas de 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015, e ficar, assim, um passo à frente do português da Juventus, que recebeu o galardão da revista France Football em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017. Messi venceu o campeonato espanhol, mas o Barcelona foi eliminado da Liga dos Campeões nas meias-finais.

Bildergalerie Fußball WM 2014 Spielerfrauen Antonella Roccuzzo

Messi pode conquistar a Bola de Ouro pela sexta vez.

Melhor marcador dos campeonatos europeus em 2018/19 (36 golos), Messi, de 32 anos, pode acumular os dois troféus, mas há que contar também com o central holandês Virgil van Dijk, de 28 anos, com 1,93 metro de altura e 92 quilos, – um dos sete nomeados do Liverpool campeão europeu – que já foi designado este ano melhor jogador da UEFA e não pode ser descartado na corrida à sucessão do croata Luka Modric. Van Dijk venceu com a equipa inglesa de Liverpool a liga milionária, na qualidade de um dos melhores defesas centrais do mundo.

Estreias 

Entre os nomeados estreiam-se os portugueses Bernardo Silva, do Manchester City, e João Félix, campeão pelo Benfica e vendido no defeso por 126 milhões ao Atlético de Madrid, que é também candidato ao prémio Kopa, destinado a jogadores com menos de 21 anos, para o qual o defesa holandês Matthijs de Ligt (Juventus) é um dos grandes favoritos.

Sadio Mane Africa Cup

Sadio Mané, jogador senegalês do Liverpool.

O senegalês Sadio Mané, que também joga no campeonato inglês com o Liverpool e vice-campeão de África com o Senegal, foi elogiado por muitos observadores e ex-jogadores como o sucessor de George Weah, o único jogador africano a conquistar a Bola de Ouro, em 1995.

Africano pode ganhar?

Mas "os meios de comunicação ocidentais dominam os nossos meios de comunicação africanos, pelo que há necessariamente uma influência. O ex-atacante camaronês Samuel Eto'o lamentou em entrevista à AFP, convencido de que "os jogadores africanos nem sempre são respeitados", "nem sempre são valorizados" pelos eleitores.

Na categoria feminina, a estrela do Mundial de 2019, a norte-americana Megan Rapinoe, tem como credenciais o prémio de melhor jogadora e melhor marcadora desse torneio, que os Estados Unidos venceram, e é a grande favorita a suceder à norueguesa Ada Hegerberg, igualmente nomeada, ao lado da também norte-americana Alex Morgan, da eterna brasileira Marta e da holandesa Lieke Martens.

Leia mais