BioNTech e Pfizer pedem aprovação da vacina contra Covid-19 | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 20.11.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

BioNTech e Pfizer pedem aprovação da vacina contra Covid-19

As empresas confirmaram que vão pedir esta sexta-feira às autoridades norte-americanas a aprovação da vacina que desenvolveram contra a Covid-19. São as primeiras a fazê-lo nos EUA.

O anúncio do pedido junto da FDA (Food and Drug Administration), a agência federal norte-americana responsável pelo controlo e supervisão do setor alimentar e farmacêutico, surge alguns dias depois da farmacêutica Pfizer e da BioNTech (empresa alemã de biotecnologia) terem anunciado que a sua vacina é 95% eficaz na prevenção da doença Covid-19, sem efeitos secundários graves, de acordo com os resultados de um ensaio clínico.

O ensaio clínico da vacina, desenvolvido desde julho, envolveu 44 mil voluntários em vários países.

 A FDA não indicou quanto tempo irá demorar a avaliar os dados, mas a administração norte-americana em funções espera que a autorização seja aprovada na primeira quinzena de dezembro. 

Inicialmente, e de acordo com os procedimentos previstos, a FDA dará uma autorização de utilização de emergência, uma espécie de "luz verde" condicional em virtude da atual emergência sanitária, e provavelmente restrita a certos grupos. 

"O pedido nos Estados Unidos representa uma etapa crucial na nossa procura por uma vacina contra a Covid-19 para o mundo, e temos agora uma imagem mais completa da eficácia e da segurança da nossa vacina, o que nos dá confiança sobre o seu potencial", afirmou o presidente executivo da Pfizer, Albert Bourla, citado pelas agências internacionais. 

"As empresas estarão prontas para distribuir a vacina poucas horas após a autorização", indicaram a Pfizer e a BioNTech, num comunicado conjunto. 

Notícia atualizada às 14:52 (CET) de 20 de novembro de 2020.

Assistir ao vídeo 03:16

Esperança depois dos testes para a vacina contra a Covid-19

Leia mais