Angola: Detido admnistrador municipal de Benguela | Angola | DW | 11.01.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Angola: Detido admnistrador municipal de Benguela

Carlos Guardado está detido desde a manhã deste sábado (11.01), supostamente indiciado nos crimes de corrupção, furto doméstico, peculato e de tráfico de influência.

A informação foi publicada por vários média locais angolanos - como o Jornal de Angola, o Novo Jornal e a ANGOP, entre outros.

Segundo os média angolanos, a informação foi tornada pública por meio de um comunicado do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Delegação Provincial do Ministério do Interior, segundo o qual Carlos Guardado foi detido em sua residência nas primeiras horas da manhã.

Igualmente detido desde às 07:45 deste sábado (11.01), por ordem do Magistrado do Ministério Público, está o ex-funcionário da Administração Municipal de Benguela, João José Bernardo, "acusado nos mesmos crimes".

Ainda de acordo com a nota, os detidos serão apresentados ao Ministério Público nas próximas horas.

Carlos Guardado foi nomeado administrador municipal de Benguela em 2017, tendo antes ocupado as mesmas funções no município do Cubal, para além de ter exercido o cargo de diretor do Fundo de Apoio Social (FAS), segundo a ANGOP.

Esta é a primeira vez que é detido um governante em plenas funções em Benguela.

Detenções também em Bocoio

De acordo com a ANGOP, o Serviço de Investigação Criminal (SIC) deteve também o responsável da Estacão de Desenvolvimento Agrário do município do Bocoio, na província de Benguela, Paulo da Silva Cabaça, "indiciado na prática de crimes de burla por defraudação, abuso de confiança e especulação". Foram presos ainda o chefe da Secção Municipal da Agricultura, José Domingos Manuel, e os funcionários da Administração Municipal do Bocoio, Pedro Chicule, Chicusse Joaquim, Firmino Calulembe e Santos Faustino.

Todos encontram-se em prisão preventiva.

Leia mais