Alemanha vence a Suécia e segue no Mundial da Rússia | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 23.06.2018

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Alemanha vence a Suécia e segue no Mundial da Rússia

Dois para a Alemanha, um para a Suécia. Um golo de Toni Kroos nos minutos finais de compensação salvou a atual campeã do mundo, que permanece na corrida para alcançar o pentacampeonato.

Toni Kroos celebra o golo que garantiu a permanência da selação alemã no Mundial

Toni Kroos celebra o golo que garantiu a permanência da selação alemã no Mundial

A Alemanha flertou neste sábado com a "maldição do campeão" e a eliminação precoce no Mundial, mas, em jogo marcado pela redenção de Toni Kroos, venceu a Suécia por 2 a 1, mesmo com um homem a menos em campo e manteve aberto o grupo F do Mundial da Rússia.

O placar da partida, disputada no Estádio Olímpico Fisht, em Sochi, foi aberto pelo atacante sueco Ola Toivonen, aos 32 minutos do primeiro tempo. Manuel Neuer salvou os alemães de uma desvantagem de 2-0 no primeiro tempo, mergulhando de forma acrobática para desviar o cabeceamento de Berg do livre direto de Sebastian Larsson.

Encurralados pela derrota na estreia, diante dos mexicanos, os alemães foram para a etapa final em ritmo acelerado e marcaram logo aos 48 minutos, com Marco Reus. Depois, criaram inúmeras oportunidades, mas esbarraram no guarda-redes sueco, Robin Olsen, e na própria falta de pontaria.

Russland WM 2018 Deutschland gegen Schweden

Mário Gomez perde chance de marcar golo

A partir dos 37 do segundo tempo, os vencedores da edição do Mundial disputada há quatro anos, no Brasil, ainda ficaram com um homem menos, devido à expulsão de Jérome Boateng, que recebeu um segundo cartão amarelo após falta dura no atacante Marcus Berg. Incansável, a equipe alemã conseguiu a virada aos 50 da etapa final, com Kroos, em falta cobrada em dois toques.

Com a vitória, os tetracampeões chegaram aos três pontos, igualando os suecos, em empate que também se estende ao saldo de golos e aos golos marcados pelas duas seleções, os dois primeiros critérios de desempate da competição.

A Alemanha enfrentará na próxima quarta-feira a Coreia do Sul, que está zerada na chave, em Ecaterimburgo. Os nórdicos, por sua vez, terão que duelar com o México, que está na liderança isolada, com seis pontos.

Russland WM 2018 Deutschland gegen Schweden

Adeptos alemães celebram vitória em Berlim

A "maldição" dos campeões

Ao derrotar a Suécia e permanecer na competição, a Alemanha livrou-se da "maldição” de ser o terceiro campeão consecutivo a ser eliminado na primeira fase de um Mundial.

A Itália, que obteve o tetra em 2006, caiu ainda na fase de grupos em uma chave com Paraguai, Eslováquia e Nova Zelândia em 2010. A Espanha, que ficou com o título de maneira inédita há oito anos, deu adeus precocemente ao ficar atrás de Holanda e Chile no Brasil.

Na busca pela recuperação, a "Mannschaft" reencontrou este sábado uma velha conhecida. Em 2006, pouco depois do terceiro lugar dos alemães no Mundial em casa, a Suécia foi o ponto de partida da trajetória do técnico Joachim Löw na seleção.

"Jogi", como o selecionador é conhecido popularmente, chegou à tetracampeã em 2004 como auxiliar de Jürgen Klinsmann e já passou a implementar o chamado "Kurtzspielspass", ou "jogo de passe curto", transformando o futebol da Alemanha de lateral, robótico e defensivo para dinâmico, veloz, ofensivo e versátil.

Na estreia de Löw como técnico, em 16 de agosto de 2006, em Gelsenkirchen, a "Mannschaft” bateu a Suécia por 3 a 0, com dois golos de Miroslav Klose e um de Bernd Schneider.

Leia mais

Links externos