Alemanha: ″Segunda vaga de Covid-19 já está aí″ | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 25.07.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Alemanha: "Segunda vaga de Covid-19 já está aí"

A declaração é do governador da Saxónia, que alertou para o crescente número de novas infeções na Alemanha. País tem quase 205 mil casos confirmados de Covid-19 e mais de 9 mil mortes.

Parque em Düsseldorf tenta manter o distanciamento social entre os visitantes

Parque em Düsseldorf tenta manter o distanciamento social entre os visitantes

O aumento do número de novos casos de Covid-19 na Alemanha está a levar os governos estaduais a falar numa segunda vaga da pandemia no país. Em entrevista este sábado (25.07) ao jornal regional Rhenischer Post, o chefe de Governo da Saxónia, Michael Kretschmer, defendeu que "a segunda [vaga] já está aí".

"Todos os dias temos novo focos de infeção que podem originar um elevado número de casos", alertou o governador que percente à União Democrata Cristã (CDU), partido da chanceler Angela Merkel.

Assistir ao vídeo 01:00

"Corona-Warn": App alerta contra a Covid-19 na Alemanha

Segundo o Instituto Robert Koch, a Alemanha identificou 781 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, um número ainda assim abaixo das 815 novas infeções identificadas na sexta-feira.

Mudança de tendência

Ao todo, desde o início da pandemia, foram registados 204.964 casos de covid-19 e 9.118 mortes. De acordo com o instituto, os números dos últimos dias representam uma mudança na tendência, dado que até agora o número médio de novas infeções era de cerca de 500.

O aumento tem sido registado em várias regiões do país, embora cerca de 60% dos novos casos tenham sido registados nos Estados do oeste (Renânia do Norte-Vestefália) e do sudoeste (Baden-Württemberg).

As autoridades de saúde atribuem as novas infeções a grandes celebrações, atividades de lazer e locais de trabalho, ou de visitas à comunidade e unidades de saúde. O crescente número de casos também está sendo atribuído aos viajantes que retornam.

Depois de as autoridades de saúde alemãs terem admitido que estes são dados preocupantes, o governador Michael Kretschmer disse na entrevista àquela publicação regional ser necessário "quebrar" esta nova tendência.

Deutschland Covid-19 Test am Flughafen Frankfurt

Passageiros passam por teste à Covid-19 no aeroporto de Frankfurt

Teste aos viajantes

Entretanto, a Alemanha vai oferecer testes à Covid-19 aos cidadãos alemães que regressam ao país, nomeadamente após um período de férias, e vai instalar centros de despistagem nos aeroportos para viajantes procedentes das denominadas zonas de risco. A medida foi anunciada na sexta-feira (24.07) pelo Governo.

A ministra regional da Saúde de Berlim, Dilek Kalayci, explicou que o caráter obrigatório do teste gratuito de diagnóstico é um aspeto que ainda está a ser analisado.

Um dos aspetos já definidos, segundo frisou a representante, é o facto dos viajantes procedentes de uma área de risco, designação que atualmente abrange um conjunto de 130 países e territórios, terem de cumprir um período de confinamento de 14 dias após a entrada no país ou terem um teste negativo, procedimento esse realizado em centros de despistagem a instalar nos aeroportos.

Os viajantes procedentes de outros países (não identificados como zonas de risco) poderão ser igualmente testados de forma gratuita, mas em centros de despistagem fora dos aeroportos.

Assistir ao vídeo 01:36

Berlim vazia: capital alemã sem turistas

Leia mais