Alemanha ″segue com interesse″ processo político na Guiné-Bissau | NOTÍCIAS | DW | 17.01.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Alemanha "segue com interesse" processo político na Guiné-Bissau

Embaixador alemão Stephan Röken apresentou cartas credenciais ao Presidente José Mário Vaz esta quinta-feira e garantiu que o seu país está atento à preparação das eleições legislativas, marcadas para 10 de março.

Stephan Rökenor deutscher Botschafter in Guinea-Bissau (DW/B. Darame)

Stephan Rökenor

Naquela que foi a sua primeira visita a Bissau, o embaixador alemão Stephan Röken, também representante da Alemanha no Senegal, onde reside, sublinhou que o seu país segue com interesse a situação política guineense, lembrando que a Alemanha é, desde o início de janeiro, membro não-permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

"Queremos saber o que se passa. Tivemos boas notícias na última semana e o Governo alemão espera que as eleições previstas para 10 de março decorram de forma positiva e que sejam o início de reformas políticas, económicas e sociais para todo o povo guineense", disse o diplomata em declarações à imprensa, na Presidência guineense.

"Alemanha e Guiné-Bissau têm uma boa relação, não estamos tão presentes como noutros países, mas a Alemanha apoia o país através da União Europeia, da ONU e da CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental)", frisou. "Se a situação política o permitir, estamos a planear projetos com a CEDEAO para implementar no país".

Assistir ao vídeo 00:24
Ao vivo agora
00:24 min

Alemanha "segue" processo político na Guiné-Bissau

Stephan Röken disse ainda que o Governo alemão espera que o processo eleitoral "seja bem-sucedido e que os guineenses vão votar e demonstrem interesse no país", acreditando que "depois, haverá um interesse ainda maior por parte da Alemanha no desenvolvimento da Guiné-Bissau.

Questionado sobre a eventual abertura de uma embaixada da Alemanha na capital guineense, o embaixador pediu paciência, afirmando que a decisão não deverá ser tomada para já.

Também Inácio Felino de Carvalho, de Cabo Verde, apresentou esta quinta-feira as cartas credenciais ao Presidente José Mário Vaz para acompanhar a Guiné-Bissau como embaixador, tal como os representantes diplomáticos do Burkina Faso e da Suíça.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados