Alemanha: Coligação governamental ″semáforo″ à vista? | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 06.10.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Alemanha: Coligação governamental "semáforo" à vista?

O FDP aceitou a proposta dos Verdes para negociar com o SPD a formação do novo Governo na Alemanha como prioritária. O CDU/CSU deverá ir para a oposição depois de uma derrota histórica.

Os Verdes alemães anunciaram nesta quarta-feira (06.10) que querem formar uma coligação de Governo com os sociais-democratas do SPD, que venceram as eleições de 26 de setembro, e os Liberais do FDP.

"Chegámos à conclusão de que é agora lógico continuar as discussões com o SPD e o FDP, com uma procura mais aprofundada de terreno comum", disse a co-presidente do Partido Verde Annalena Baerbock numa conferência de imprensa, citada pela agência de notícas France-Presse.

Baerbock excluiu uma possível coligação com os democratas-cristãos da CDU-CSU, que ficaram em segundo lugar nas eleições.

Os sociais-democratas do SPD, que venceram as eleições alemãs, os Verdes e os liberais do FDP vão realizar conversações preliminares na quinta-feira (07.10.), para tentar formar uma coligação governamental, anunciou esta quarta-feira (06.10.) o partido liberal.

"Acabo de propor ao senhor [Olaf] Scholz [líder do SPD], de acordo com os Verdes, que nos encontremos amanhã [quinta-feira], para uma discussão entre nós os três, e esta terá lugar", anunciou o presidente do FDP, Christian Lindner, numa conferência de imprensa.

Coligação "Jamaica" ainda é uma possibilidade?

Os Verdes e o FDP, que ficaram em terceiro e em quarto lugar, respetivamente, nas eleições de 26 de setembro, parecem inclinar-se para uma coligação com os sociais-democratas e não com os democratas-cristãos da CDU/CSU, que ficaram em segundo.

Symbolbild Ampelkoalition | Parteilogos und Paprikas in Ampelfarben

SPD, partido que ficou em primeiro lugar nas eleições de setembro

"Para nós, uma coligação 'jamaicana' [com os democratas-cristãos] continua a ser uma opção viável em termos de conteúdo", disse, no entanto, Lindner, citado pela agência de notícias France-Presse.

Antes da conferência de imprensa dos liberais, os Verdes já tinham anunciado que iriam privilegiar conversações com o SPD e o FDP para a formação de uma coligação que permita formar o Governo que vai suceder a 16 anos de poder de Angela Merkel.

As eleições

SPD venceu as eleições com 25,7% dos votos, enquanto a CDU/CSU registou o pior resultado dos conservadores desde 1949, com 24,1%, seguindo-se os Verdes, com 14,8%, e o FDP, com 11,5%.

Sondagens indicam que a maioria dos alemães quer que os conservadores, agora liderados por Armin Laschet, vão para a oposição.

Neste contexto, o FDP aceitou a proposta dos Verdes de realizar conversações com o SPD como prioritária.

O SPD, liderado por Olaf Scholz, venceu as eleições parlamentares alemãs de 26 de setembro, com 25,7% dos votos, enquanto a CDU/CSU, liderada por Armin Laschet, obteve 24,1% dos votos. 

Foi o pior resultado eleitoral dosconservadores desde 1949.

Assistir ao vídeo 02:53

Eleições Alemanha: Quem irá governar em conjunto?