Alemanha: Candidatos à sucessão de Merkel enfrentam-se em debate televisivo | NOTÍCIAS | DW | 12.09.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Alemanha: Candidatos à sucessão de Merkel enfrentam-se em debate televisivo

Quem irá suceder a Angela Merkel? Três candidatos enfrentaram-se ao vivo neste domingo (12.09). Pandemia de Covid-19, as mudanças climáticas e a digitalização foram alguns dos temas em destaque.

Deutschland | Bundestagswahl | TV-Triell der Kanzlerkandidaten

O debate televisivo pré-eleitoral na Alemanha neste domingo (12.09).

Em duas semanas, os eleitores na Alemanha vãos às urnas para as eleições federais de 2021. Os três candidatos mais propensos a suceder Angela Merkel como chanceler enfrentaram-se no seu segundo debate televisivo neste domingo (12.09). Eles responderam  às questões dos melhores jornalistas, e debateram as questões mais prementes. 

Pandemia de Covid-19, as mudanças climáticas e a digitalização foram alguns dos temas em destaque. A DW transmitiu o evento em directo, em inglês, este domingo (12.09) (clique aqui). Após o debate, analistas debateram as últimas sondagens e as atuações dos candidatos.

Os três partidos de maior votação na Alemanha têm a hipótese mais realista de formar o próximo Governo como o partido mais forte de uma coligação. Cada um deles nomeou um candidato para ser então eleito chanceler pelo Parlamento alemão, o Bundestag.

DW Bundestagswahl 2021 Triell Baerbock Laschet Scholz

Armin Laschet (esq.), Annalena Baerbock (centro) e Olaf Scholz (dir.).

Quem são os candidatos?

Annalena Baerbock é a principal candidata para os Verdes, partido da oposição. Subiram nas sondagens de opinião no início deste ano, e têm grandes chances de terem papel crucial em conversações de uma coligação. Baerbock tem sido líder conjunta do partido ao lado de Robert Habeck, desde 2018. Embora sua pouca experiência governamental e um início de campanha difícil, os analistas dos media ficaram impressionados com o seu desempenho em debates anteriores.

Armin Laschet lidera a campanha para os democratas-cristãos conservadores do partido de Angela Merkel (União Democrata-Cristã  - CDU). Assumiu a presidência do partido no início deste ano, após uma intensa luta interna pelo poder. O início da sua campanha foi atrasado por uma longa negociação com Markus Söder, chefe da União Social-Cristã - CSU, da Baviera, sobre quem seria o principal candidato da coligação conservadora CDU-CSU. Desde então, a sua campanha tem sofrido de várias críticas públicas. A popularidade do Laschet nas sondagens caiu e espera-se que esteja na ofensiva este domingo (12.09).

Olaf Scholz é ministro das finanças e vice-chanceler de Angela Merkel. Ele é o candidato do Partido Social-Democrata (SPD), e o único candidato que não é também presidente do partido. O ex-prefeito de Hamburgo lidera atualmente as sondagens, e saiu do último debate como um claro favorito. Scholz estilizou-se como um pragmatista tranquilizador durante a sua campanha.

Assistir ao vídeo 03:05

Merkel vai deixar saudades no seu círculo eleitoral